28 de fevereiro de 2011

POLUIÇÃO CAUSA MAIS INFARTO QUE COCAÍNA

A poluição das grandes cidades é mais perigoso para o coração que o uso de cocaína. É o que mostra um estudo publicado na revista especializada "Lancet", do Reino Unido. A pesquisa reúne outros 36 levantamentos envolvendo cerca de 700 mil pessoas expostas aos riscos. O trabalho, feito pela Hasselt University, na Bélgica, descobriu que a poluição aumenta apenas 2,9 vezes o risco de infarto, em comparação com a cocaína (23 vezes). Mas, como a população toda é exposta à poluição, e apenas uma fração pequena usa a droga (0,04%), a poluição desencadeia muito mais infartos do que a cocaína. Informações da Folha de S. Paulo.

PRESIDENTES DE ASSEMBLEIAS ELEVAM CONTAS E FICAM RICOS

Dos 27 deputados estaduais que comandam atualmente as Assembléias Legislativas de seus estados, 13 apresentaram expressiva evolução patrimonial nos últimos quatro anos. Onze tiveram crescimento acima de 100%. Outros dois declararam patrimônio zerado em 2006 e entregaram certidões com valores acima de R$100 mil no ano passado. Levantamento feito pelo Estado na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra ainda que 18 presidentes de Legislativos estaduais declararam ter patrimônio pessoal acima de R$ 1 milhão. A riqueza desses 27 deputados soma R$ 37,7 milhões. Há quatro anos, esses mesmos parlamentares totalizavam um patrimônio de R$ 24,7 milhões em imóveis, veículos, aplicações financeiras, dinheiro guardado em casa, entre outros. Em um mandato, o patrimônio deles cresceu 52,6%. Entre os que apresentaram maior crescimento patrimonial, o líder é o deputado Cabo Patrício (PT), que comanda a Câmara do Distrito Federal. O parlamentar passou de R$ 6 mil para R$ 137,4 mil em quatro anos - crescimento de 2.190%. Em seguida, aparece o novo presidente da Assembleia do Espírito Santo, Rodrigo Chamoun (PSB), que passou de R$63,3 mil para R$ 290 mil - ou 358,13%. Élson Santiago (PP), que comanda o Legislativo do Acre, Gelson Merisio (DEM), chefe da Assembléia catarinense, e Marcelo Nilo (PDT), presidente da Assembléia da Bahia, completam o ranking dos que tiveram maior evolução patrimonial. Os bens de Santiago saltaram de R$ 505,6 mil para R$1,47 milhão, crescimento de 190,72%. O patrimônio de Merisio foi de R$ 434,2 mil para R$ 1,23 milhão, uma evolução de 185%. Já Nilo declarou bens que somavam R$895,2 mil em 2006 e R$ 2,28 milhões no ano passado - aumento de 155,46%. Na lista dos presidentes de Assembléias que tiveram crescimento patrimonial acima de 100% ainda constam: Angélica Guimarães (PSC), de Sergipe, com 144,13%; Jerson Domingos (PMDB), de Mato Grosso do Sul, 126,73%.

SOBRAM VAGAS PARA PRESOS E EX-DETENTOS NO MERCADO DE TRABALHO

A passagem pela prisão muitas vezes fecha portas para cidadãos que tentam recomeçar a vida no mercado de trabalho. Entretanto, hoje há mais vagas para presos e ex-detentos do que as que são efetivamente preenchidas. Segundo números do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 2.848 vagas para esse público foram registradas desde 2009, mas apenas 445 foram aproveitadas, em torno de 15%. Os números são do projeto Começar de Novo, instituído pelo CNJ para dar oportunidade a quem responde ou já respondeu por um crime. Criado em 2009, o projeto deixou a cargo dos tribunais e dos juízes a responsabilidade de fechar parcerias para a criação de vagas e para capacitar os detentos. O Judiciário também ficou responsável por gerir o encaminhamento dos presos para as oportunidades de trabalho. As vagas registradas desde 2009 estão no Distrito Federal e em 18 estados, sendo que em 11 unidades federativas nenhuma foi preenchida, de um total de 1.422 vagas. As oportunidades estão distribuídas em todas as regiões do país para as mais diversas profissões, como pintor, mecânico, cozinheiro e pedreiro. Em apenas oito estados não houve criação de vagas. Os estados que criaram mais vagas são a Bahia (956) – onde nenhuma foi preenchida até agora - e o Espírito Santo (798), que encaminhou apenas sete. Goiás é o estado em que mais postos de trabalho foram ocupados, 265 de 322. As únicos unidades da Federação com 100% de aproveitamento são a Paraíba e o Distrito Federal, com encaminhamento para todas as 43 vagas oferecidas.

MG: ACIDENTE COM TRIO ELÉTRICO DEIXA 17 MORTOS

Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 60 ficaram feridas após o rompimento de um cabo de média tensão, que atingiu foliões que estavam em cima e próximo a um trio elétrico, durante uma festa pré-carnavalesca em Bandeira do Sul (MG), por volta das 18h30 deste domingo (27). As vítimas foram levadas para hospitais de Bandeira do Sul, Botelhos e Poço de Caldas, todas no sul de Minas Gerais. Entre os feridos, há dezenas de adolescentes e cinco permanecem internados em estado grave, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Por conta do rompimento do cabo, o município ficou sem energia elétrica por seis horas. Peritos estiveram no local e o caso foi registrado na delegacia de Bandeira do Sul.

GOVERNO DETALHA HOJE CORTES DE R$ 50 BILHÕES NO ORÇAMENTO

O Ministério do Planejamento antecipou para hoje o detalhamento dos cortes de R$ 50 bilhões a ser promovido no Orçamento da União desse ano. Ciência e Tecnologia, Esporte, Turismo e Cultura deverão ser os ministérios mais afetados pelos cortes. Proporcionalmente à programação de gastos aprovada no Congresso, essas pastas são as que perderão mais recursos, segundo fontes do Palácio do Planalto. Porém, sozinhas, elas não sustentam a redução de gastos desejada pelo governo. Somados, seus orçamentos chegam a R$ 16,4 bilhões, e nesse montante estão incluídas despesas que não podem ser cortadas, como os pagamentos aos funcionários aposentados. Os cortes no orçamento e as medidas de contenção no crédito, anunciadas pelo governo em dezembro passado, têm o objetivo de ajudar a reduzir a inflação. Com os cortes, o governo espera poder reduzir mais os juros sem afetar o aumento de preços.

DETIDOS 205 FOLIÕES POR FAZER XIXI NAS RUAS DO RIO NO FIM DE SEMANA

Agentes da Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) e a da Guarda Municipal detiveram 205 pessoas flagradas fazendo xixi nas ruas durante os desfiles pré-carnavalescos de blocos no sábado (26) e neste domingo (27), no Rio. Desse total, 43 foram abordados na passagem do bloco Suvaco de Cristo, no Jardim Botânico, na Zona Sul. Em outro ponto da cidade, os agentes detiveram 13 pessoas no Bloco da Preta, em Ipanema, também na Zona Sul. Segundo a Seop, 266 veículos foram rebocados e outros 753 multados por estacionamento irregular. No sábado, durante o desfile do Imagino Agora Amassa, no Leblon, foram 33 pessoas levados para a delegacia. No Simpatia é Quase Amor, em Ipanema, foram 44 flagrados também conduzidos para a 14ª DP. Já na sexta (25), durante o Cordão da Bola Preta, no Centro, foram detidas 72 pessoas que urinavam nas ruas. Eles foram levados para a 5ª DP (Mem de Sá). Agentes de Controle Urbano da Seop apreenderam com ambulantes não autorizados no fim de semana: 300 tirinhas de cachaça, 380 cervejas, 120 refrigerantes e 16 garrafas de água. A Coordenação de Controle Urbano da Seop também auxiliou nas estruturas dos blocos de rua retirando os ambulantes que atuavam ilegalmente na área de concentração.

27 de fevereiro de 2011

PT PAULISTA QUER MÍNINO DE R$ 830

A bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo apresentou sete emendas ao projeto de lei do salário mínimo paulista, que estabelece pisos mensais de R$ 600, R$ 610 e R$ 620. Os valores propostos para as três faixas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) ficam acima do mínimo nacional de R$ 545, já aprovado pelo Congresso Nacional. Uma das emendas propostas pelos petistas paulistas, no entanto, propõe que o valor atual do piso regional seja elevado ainda mais, para até R$ 830, segundo a justificativa, para adequar o piso regional, em termos proporcionais, ao PIB per capita estadual. O deputado Antônio Mentor, líder da bancada do PT na ALSP, afirma que não há nada de contraditório nem de retórico no fato de o PT, que combateu as propostas de mínimo nacional superiores a R$ 545, apresentar agora emendas para elevar o piso estadual. "Em primeiro lugar, o estabelecimento do piso nacional tem um impacto nas contas da Previdência Social e um impacto também nas contas da previdências municipais. Outra coisa é que existe uma diferença econômica entre o estado de São Paulo e outros estados da federação, que têm dificuldades econômicas muito maiores do que o estado de São Paulo", afirmou. Informações do G1.

LUCRO DA VALE TRIPLICA E ATINGE R$ 30 BI

Superada a crise que derrubou seu lucro à metade em 2009 (R$ 10,3 bilhões), a Vale viveu o melhor ano de sua história em 2010. O resultado da companhia cresceu 192% e atingiu o recorde de R$ 30,1 bilhões no ano passado, impulsionado pelo aumento dos preços do minério de ferro, que dobraram em 2010 e devem seguir em alta. Sob influência também do crescimento de produção de 29,5% em 2010, o faturamento da Vale ficou em R$ 85,4 bilhões em 2010 --alta de 71% e recorde. O desempenho foi puxado pela maior demanda, principalmente da China --que respondeu por 32% das vendas da empresa. Foi também graças ao país asiático que os preços do minério saltaram. É que, sob pressão chinesa, a Vale e outras mineradoras abandoaram em 2010 o sistema de reajuste anual válido havia 40 anos e passaram a corrigir seus preços trimestralmente com base no mercado "spot" (à vista e para entrega no curto prazo) da China. Com a crise, o preço do "spot" despencou no final de 2008, mas rapidamente se recuperou, na mesma velocidade da retomada chinesa --motor da demanda por minério. Diante disso, o preço trimestral de venda das mineradoras subiu e seus lucros foram na mesma toada. "Estamos vivendo nossos melhores dias'', disse, em nota, o presidente da Vale, Roger Agnelli. A Vale registrou exportações recordes de US$ 29,1 bilhões. "O ano de 2010 foi excepcional, e o cenário de preço para 2011 é bastante promissor, apesar da freada nas cotações no quatro trimestre", disse Pedro Galdi, analista da corretora SLW. No quatro trimestre, sazonalmente de menor demanda por minério de ferro, o lucro da companhia atingiu R$ 10 bilhões, com queda de 5% ante o terceiro trimestre. Sobre o mesmo trimestre de 2009, a alta foi de 290%. Segunda relatório do analista Rodrigo Blanco, da corretora Fator, o recuo de preços do minério diminuiu as margens da Vale --o que explica a queda do lucro no quarto trimestre.

CÂMARA SEM 29 DEPUTADOS

Se for cumprida a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a substituição de deputados em licença, a Câmara pode ficar com menos 29 deputados, caso prevaleça o entendimento, ainda provisório, de que a vaga do titular afastado tem de ser preenchida por integrante do mesmo partido. Neste mandato, 29 deputados eleitos não contam com suplentes em seus partidos. Caso saiam para exercer cargo em secretarias estaduais, municipais ou ministérios, não terão substitutos da mesma legenda, de acordo com a regra que vem sendo adotada pelo Supremo. Se isso acontecer, a Câmara ficará com cadeiras vazias, um fato inusitado no Brasil. O líder do DEM, deputado ACM Neto, propõe um acordo com o Supremo para acabar com as coligações nas eleições proporcionais, mas mantendo a validade das coligações das eleições de 2010. Desde o ano passado, a Corte e a Câmara travam uma disputa sobre os suplentes. A Câmara segue a ordem da lista de eleitos encaminhada pela Justiça Eleitoral, o que leva em conta as coligações partidárias para preencher as vagas dos titulares afastados. Além dos 29 deputados eleitos sem suplentes em seus partidos, a distorção da composição federativa pode ser maior se for levada em conta a situação em alguns estados nos quais o afastamento de dois titulares deixaria o partido sem substituto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ALUGUEL EM MARÇO TERÁ REAJUSTE DE 11,3%

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), utilizado para reajuste da maioria dos contratos de aluguel, acelerou de 0,79% em janeiro para 1% em fevereiro, segundo informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) ontem. No ano, o índice acumula alta de 1,80% e de 11,3% nos últimos 12 meses. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que representa 60% do IGP-M, também acelerou, de 0,76% para 1,20%. O índice relativo aos bens finais passou de 0,08% para 0,17%, em fevereiro. Já o índice referente ao grupo bens intermediários desacelerou, passando de 0,78% para 0,76%. Em janeiro, a taxa foi de 0,78%. O índice de matérias-primas brutas variou 2,97%, em fevereiro, contra 1,50% em janeiro. Em fevereiro, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou em 0,67%, contra 1,08% em janeiro. Dos sete grupos de despesas que compõem o índice, cinco registraram decréscimos em suas taxas de variação. O principal destaque partiu do grupo alimentação, que recuou de 1,47% para 0,24%. As principais influências foram observadas nas variações de preços e frutas (de 1,87% para -1,41%), carnes bovinas (de -0,58% para -2,91%) e hortaliças e legumes (de 9,35% para 6,42%). Foi registrada desaceleração no avanço de preços dos grupos educação, leitura e recreação (de 2,75% para 1,63%), vestuário (de 0,35% para -0,55%), saúde e cuidados pessoais (de 0,53% para 0,33%) e transportes (de 1,94% para 1,82%). Na contramão, ficaram ainda mais caras as despesas relativas aos grupos despesas diversas (de 0,95% para 1,57%) e habitação (0,22% para 0,51%). Em fevereiro, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) acelerou de 0,37% para 0,39% em fevereiro. A taxa do grupo materiais e equipamentos apresentou aceleração, de 0,22%, em janeiro, para 0,54%, em fevereiro. A taxa do grupo serviços recuou de 1,21% para 1,04%, e a do índice relativo ao grupo mão de obra baixou de 0,32%, no mês anterior, para 0,12% neste mês.

RESOLUÇÃO OBRIGA MP A SER TRANSPARENTE

O Ministério Público da União e o dos Estados, que sempre se posicionam como denunciadores de irregularidades na gestão pública, agora terão que se expor e também virar vidraça. De acordo com resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que só entrará em vigor daqui a seis meses, os MPs terão de se enquadrar em novas regras e expor no Portal da Transparência dados sobre gastos com viagens e diárias, licitações e contratações e, entre outros, o nome dos ocupantes de cargos efetivos e comissionados. Autor da proposta, o conselheiro Bruno Dantas afirma que o órgão encarregado de fiscalizar os excessos da administração pública não pode ter "reservas" quanto à sua gestão administrativa e execução orçamentária. "O Ministério Público tem necessariamente de nivelar por cima e tornar transparente a sua gestão", alega. Informações do Estado de S. Paulo.

PETISTA TENTA SUBMETER STF À CÂMARA

Tramita na Câmara Federal uma proposta do deputado Nazareno Fonteles (PT-PI) que garante ao Legislativo o direito de sustar atos normativos do Judiciário que vão além do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa. A Proposta de Emenda à Constituição 3/11, surge no momento em que os deputados estão em pé de guerra com o Supremo Tribunal Federa (STF), devido à questão que envolve os suplentes dos deputados. Atualmente, os deputados podem sustar os atos exorbitantes do poder Executivo. Fonteles explica que a medida está de acordo com outro dispositivo da Constituição, segundo o qual cabe ao Congresso “zelar pela preservação de sua competência legislativa em face da atribuição normativa dos outros poderes”.

EX-ZAGUEIRO ALDAIR MIRA PREFEITURA DE ILHÉUS

O ex-jogador Aldair, que encerrou a carreira em 2008, está prestes a entrar na política. De acordo com o site Pimenta na Muqueca, o campeão mundial pela Seleção Brasileira, na Copa de 1994, negocia sua filiação no PTN, com vistas a ser o candidato do partido à prefeitura de Ilhéus, no litoral sul do estado, em 2012. Caso consiga chegar ao comando do Palácio Paranaguá, sede da prefeitura ilheense, Aldair se junta aos parceiros de tetracampeonato Bebeto (deputado estadual) e Romário (deputado federal), também picados pelo mosquito da política.

10 MORREM EM CONFRONTO COM A POLÍCIA EM LAURO DE FREITAS

Nove homens e uma mulher, acusados de pertencerem a uma quadrilha de assaltantes de bancos e estabelecimentos comerciais, foram mortos na tarde de sábado (26) na localidade conhecida como Caji, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS). De acordo com a Polícia, dois agentes civis da Coordenadoria de Operações Especiais (COE) ficaram feridos no tiroteio. O bando vinha sendo investigado pela Polícia Civil de Feira de Santana e, segundo o COE, pretendia assaltar os supermercados Atacadão e Atakarejo de Lauro de Freitas no final da tarde. Os dez acusados estavam numa casa alugada no Caji, quando o imóvel foi cercado pelos policiais e o tiroteio teve início. Os corpos dos acusados foram levados para o necrotério do Hospital Menandro de Farias, na Estrada do Coco. Os nomes das vítimas não foram divulgados pela polícia. Na casa onde ocorreram as dez mortes foram encontrados um fuzil, duas metralhadoras e pistolas. O grupo é suspeito pelo assalto à sede da empresa Preserve Segurança Transporte de Valores Ltda, em Água de Meninos, em novembro de 2009, quando 12 homens levaram R$ 16 milhões em espécie. Informações do A Tarde.

26 de fevereiro de 2011

GAROTO DE 15 ANOS INVESTIGADO POR 20 MORTES

Um garoto de apenas 15 anos é investigado como autor da morte de ao menos 20 pessoas. O último foi no dia 6 deste mês, e a vítima foi o filho de uma policial da Delegacia de Vera Cruz (Ilha de Itaparica), Leonardo Ferreira dos Santos, com quem discutiu supostamente por causa de uma manga. Segundo a delegada Claudenice Mayo, da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), ele foi apreendido no dia 7 deste mês ao tentar matar a tiros um parente. Está sob custódia na Comunidade de Atendimento Socioeducativo de Salvador (Case), em Tancredo Neves. “Ainda não há certeza de que ele esteja envolvido com homicídios, apenas a suspeita. Estamos investigando. O que posso adiantar é que ele é uma pessoa fria e nega as acusações”, declarou a delegada. Informações do Correio.

A CARRUAGEM QUE VIROU ABÓBORA

Adoro teatro e estimulo meus filhos a desenvolver esse gosto. Desde que eram pequenininhos, procuro peças adequadas à sua idade e vamos assistir juntos. Acho que parte da magia está na espera pela apresentação e, desta vez, fomos ansiosos assistir Cinderela, um de seus contos de fadas preferidos. Confesso que é um dos meus preferidos também. No site do Teatro Ressurreição onde a peça estava em cartaz neste final de semana, consta que há acessibilidade para pessoas “especiais”. Ao visitar a página do teatro, me incomodei com a terminologia inadequada e não resisti: mandei um e mail sugerindo melhorar o texto, utilizando “pessoas com deficiência”. Mal sabia que este incomodo não seria nada perto do que estava por vir. Como faço por costume, me certifiquei do acesso num telefonema em que a atendente confirmou que o espaço era todo acessível para cadeirantes. Então, fui tranqüila com meus dois filhos de 3 anos e meio, minha sobrinha de cinco, minha mãe e a babá. Cheguei com antecedência, uma hora antes do inicio do espetáculo, e aí os problemas começaram acontecer. Na entrada do teatro havia um degrau. Sim, um único degrau, mas o suficiente para impedir minha entrada. Pedi para a babá perguntar ao funcionário lá dentro onde estava a entrada acessível, pois não me passava pela cabeça que não houvesse, já que eu tinha me certificado disso antes. Um segurança chegou para me explicar que aquele ali era “o único degrau”, mas que ele me ajudaria a subir. Cadeiras de rodas motorizadas são pesadas, não é tão simples levantá-las... primeiro porque se a cadeira virar, eu me machuco e quem está me ajudando também pode se machucar. Depois porque a cadeira pode quebrar. Mas, ponderei, eu já estava ali... o degrau não era tão alto. Calculei os riscos e aceitei a ajuda. Na bilheteria, outro problema. O funcionário informou que o lugar reservado para cadeirantes fica no fundo do teatro. Não havia espaço para que eu ficasse perto das crianças. Enquanto eu e minha mãe discutíamos com a funcionária, Mariana avisou que precisava ir ao banheiro. A babá a acompanhou até o saguão do teatro, um espaço confortável com ar condicionado, com quatro degraus altos na entrada. E como vou entrar no saguão para aguardar a peça? Laura, uma moça linda e simpática que trabalha como estagiária no teatro não sabia mais o que fazer. Ela me explicou que o acesso ao teatro é feito por uma entrada lateral, um corredor de serviço usado para passagem de técnicos de cenário, figurino e elenco. Visivelmente chateada e constrangida, ela foi se informar mais. Voltou com o segurança Edson, outro fofo que tentou me ajudar. Ele sugeriu a outra entrada por onde, segundo ele, havia “apenas um degrau” para se chegar ao saguão. Descemos o degrau da primeira entrada, fomos pela rua até a segunda entrada onde havia um degrau igual ao primeiro. Subimos de novo. Então, vi o tal degrau para o saguão. Tinha uns 40 cm de altura, impossível. A essa altura, eu via meus filhos lá dentro com a minha mãe que me olhava aflita. Algumas pessoas que observavam tudo começaram a se manifestar, outras me reconheceram por causa do meu trabalho e se aproximavam para me cumprimentar, enquanto eu tentava raciocinar para decidir o que fazer. Eu não ia fazer meus filhos e minha mãe ficarem comigo embaixo do sol forte daquele horário, aguardando do lado de fora do teatro. Eu até esperaria sozinha, mas se eu pudesse... pelo menos, estar ao lado deles para assistir a peça. Isso também não seria possível. Eu já estava nervosa e vendo a situação piorar, virar um tumulto. Se eu estivesse sozinha ou acompanhada só de adultos, talvez continuasse a briga. Mas, eu levei as crianças para assistir Cinderela e não queria estragar o passeio deles. Acenei para minha mãe trazer meus filhos e minha sobrinha. Eles desceram os degraus e me ouviram explicar que eu ia esperá-los em casa. Minha filha e minha sobrinha lamentaram com um "ahhhhh...", mas meu filho questionou severamente: "Por que mamãe?" - Filho por que não dá para a mamãe entrar, você está vendo... Então, a conversa ficou séria. - É por que você anda de cadeira de rodas? - Não, filho, é por que aqui tem esses degraus. - Mamãe, é proibido entrar pessoas de cadeiras de rodas nesse teatro? - Não, Mateus. É proibido ter degraus no teatro. - Então, eles precisam consertar! - A mamãe vai trabalhar para isso. Percebi a indignação das pessoas que assistiram as perguntas do meu filho. Não havia o que fazer. Eu queria acabar com aquilo. Queria que eles se divertissem e fui contornando a situação até que eles entraram felizes com minha mãe e a babá. Voltei para casa de taxi, chorando de raiva e tristeza. Não chorei por mim, mas pela decepção deles, pela injustiça. Eu comprei ingressos de um teatro que se dizia com acessibilidade. Fiz tudo certo, confirmei por telefone e cheguei antes para não ter problema. Fiquei pensando se eles não sabem o que é acessibilidade ou se mentem para as pessoas. Pior que não ter acesso foi mentir que tinham, pois me obrigaram a viver com meus filhos a cena que eu tenho evitado e adiado desde que eles nasceram. O relógio parecia parado. O tempo não passava. Enquanto os esperava voltar, ficava simulando mentalmente outros jeitos de reagir, tentando interpretar se eu havia feito o melhor. Eu detesto armar barraco e acho que não valeria a pena expor as crianças ainda mais. Eles chegaram entusiasmados, contando detalhes da peça. Até que... - Ah, mamãe, tem outra coisa! Eu pedi para a fada da Cinderela te ajudar a fazer desaparecer os degraus. Ela disse que vai ajudar. Me desculpe o desabafo, mas é que precisamos de muitas fadas para concretizar o “...e foram felizes para sempre”. Varinhas de condão estão disponíveis no Decreto 5296. (Flávia Cintra - por Ângela Góes).

PRESOS FABRICAVAM CACHAÇA NO PRESÍDIO DE TEIXEIRA DE FREITAS

A Polícia Militar fez uma vistoria no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas e encontrou desde celulares e armas de fabricação artesanal a “barris” para fermentação de cachaça. Não consta que haja na unidade nenhum projeto de fabrico de aguardente de cana, mas foram encontrados na ala B e no albergue 15 garrafas Pet cheias da bebida e quatro baldes que eram usados como barris para fermentação de cachaça. De acordo com o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe-Mata Atlântica), major Ivanildo da Silva, foram apreendidos oito celulares, cinco chips, 19 chunchos artesanais, uma broca de 40 centímentros para perfurar concreto, duzentos gramas de maconha e barras e pedaços de ferro no conjunto penal. - Fonte: Radar 830.

VENDEDORA DE SORVETE E EX-MORADORA DE RUA PASSA NA UFBA

Na prova da vida, Mona Lisa Nunes de Souza, 23, marcou a alternativa correta. Restava o vestibular e, também nesse caso, acertou em cheio. Aprovada na Universidade Federal da Bahia (Ufba), seu nome consta entre os 45 selecionados para cursar história. Seria apenas mais uma estudante de ensino superior se na sua linha do tempo tudo não tivesse conspirado para que sequer completasse o primeiro grau. “Sentem-se aí”, convidou, ao receber o CORREIO na Igreja Batista Sinai, no Barbalho, onde fez um cursinho para alunos de baixa renda. Após puxar a cadeira e sentar-se, a mais nova estudante de História da Ufba começou contando a sua própria história. Uma trajetória de tragédia e superação. Atual vendedora de sorvetes no bairro do Santo Antônio, conta que foi abandonada pela mãe quando criança. Entregue à avó numa cidade do interior, apanhava e era tratada como empregada doméstica. “Passava o dia lavando roupa e arrumando a casa. Me alimentava com restos de comida dela”. Sempre teve o sonho de reencontrar a mãe. Mas, quando ela reapareceu de repente, descobriu que na verdade o pesadelo começaria ali. Aos 9 anos, foi trazida para a capital sem ter onde morar. Passou seis anos nas ruas. A essa altura, a mãe e as duas irmãs estavam viciadas em crack. “Nunca nem toquei nessas”. Sobrevivia pedindo esmolas, fazia malocas de papelão para dormir e esperava o “carro da sopa” passar à noite. Pela manhã, tomava café na Ladeira de Santana, onde até hoje existe uma instituição de caridade que assiste moradores de rua. Quando tinha comida para cozinhar, usava fogareiros de álcool. Numa dessas, aos 14 anos, foi vítima de uma explosão. ALMA QUEIMADA - “Coloquei álcool e não vi que ainda tinha fogo aceso no fogareiro”. Mona ficou 30 dias internada no setor de queimados do Hospital Geral do Estado com 40% do corpo atingido com queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus. “Fiquei desfigurada. Minha mãe só foi me visitar uma vez”. Isso lhe queimou a alma. Órgãos públicos até ajudaram a família, que em alguns anos foi agraciada com duas casas do governo. “Mas minha mãe vendia as casas e voltava para a rua”. Mona era a única a não se conformar. Por iniciativa própria, longe dos olhares da mãe, matriculava-se em escolas públicas. “Minha mãe era analfabeta e não queria que eu estudasse. Sempre dizia: ‘Pra que estudo? Com a vida que você tem, você não precisa’. Mas eu me matriculava escondido”. Perdeu alguns anos letivos por ausência. “Eu tinha que fazer serviços domésticos o dia inteiro. Senão apanhava. Apanhava muito”. Através de uma instituição pública, conseguiu emprego como ajudante de cozinha de um restaurante que só abria aos sábados e domingos. Ganhava R$ 15 por dia. Foi quando fugiu de casa para morar no emprego. Teve que largar a família para não abandonar os livros. Teve outros dois empregos. Trabalhava das 6h às 19h e corria para escola. No Colégio Estadual Marques de Abrantes, no Santo Antônio, conheceu o esposo, Welson Pereira, 27, com quem se casou há quatro anos. Logo ele, que largou os estudos para ser sorveteiro. “Ele é meio preguiçoso para os estudos. Fica dando desculpa pra não voltar a estudar”. SUSTENTO - Juntaram um dinheirinho, compraram freezer e máquina de fazer sorvete. Até outro dia, Mona passava a manhã e as tardes misturando ingredientes e essências para produzir o seu sustento. À noite, tentava garantir o seu futuro na sala de aula. “Às vezes fazia tudo ao mesmo tempo. Enquanto fazia o sorvete dava uma olhadinha nos livros”. Atravessou o segundo grau nos colégios Central e Icéia. Depois, entrou para o cursinho. “Só chegava aqui esbaforida, essa menina”, lembra Riva Araujo, coordenadora do cursinho. O professor de História Marcelo Mascarenhas, o maior incentivador, diz que a realidade vivida pela aluna faz com que ela entre na universidade com uma maior capacidade crítica. “É incrível. Para Mona, história é algo vivo. Através da disciplina, ela parece entender melhor as engrenagens sociais que a levaram a condição de pobreza e exclusão”, acredita o professor. Na nova fase, Mona tentou incluir as irmãs e a mãe. Mas descobriu que, ao colocá-las dentro da sua própria casa, estava sendo roubada. “Levavam minhas coisas para sustentar o vício”. Como não deu certo. Prefere nem ter notícias, mas elas chegam. “A última vez que soube das minhas irmãs, uma estava namorando um traficante. A outra continua se prostituindo”. A mãe, a maior mágoa, é a única a fazê-la chorar. “O mais duro é saber que ela não gostava de mim”. A aprovação na Ufba ajuda a abrandar o passado triste. Estava entre os 191 inscritos no vestibular para História. Enfrentou cinco candidatos para cada vaga. Agora só espera o dia da matrícula e o início das aulas, marcado para o final de fevereiro. A paixão pela disciplina que dá nome ao curso começou de repente. “Fico imaginando como aconteciam as coisas do passado. Me imagino na cena. Me revolto com as injustiças daquele tempo”, diz Mona. Curioso. Uma pessoa tão interessada no passado jamais abriu mão do futuro. BARRACO ABRIGA FÁBRICA DE SONHOS - Tem de coco, creme com passas, abacaxi, umbu e muito mais. Mona Lisa e o marido Welson fabricam seus sonhos numa casa onde não chega carro, um barraco construído bem na encosta que divide o bairro do Santo Antônio e a Cidade Baixa. A residência, ainda de reboco, tinha dois quartos, mas um deles foi transformado em sorveteria. O CORREIO foi recebido com sorvete de umbu para aliviar o calor escaldante. Por enquanto, o casal abastece quatro sorveteiros, além do próprio Welson, que também circula com o carrinho pelas ruas. Por dia, fabricam em média dez litros de sorvete. “Dá pra manter nossa casa. Principalmente nessa época do Verão”. Os sorvetes são da fruta. “Mas alguns têm que colocar essência”, ensina. Agora, Mona vai ter que se desdobrar entre os afazeres de sorveteira e estudante de História. Só não dá pra misturar sorvete de coco, chocolate ou umbu com história do Brasil, geral ou contemporânea. CURSINHO TEM PROFESSORES VOLUNTÁRIOS - O cursinho em que Mona estudou pertence à Associação Sinai para Desenvolvimento do Cidadão (ASDC), da Igreja Batista Sinai. Destinado para alunos de baixa renda, todos os 11 professores são voluntários. “E extremamente dedicados”, diz a coordenadora Riva Araújo. Mona não foi a única dos 120 alunos do curso a ser aprovada numa instituição de ensino federal. Mais 18 passaram no vestibular da Ufba e outros 15 conseguiram vagas no não menos concorrido Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba). Parte dos alunos paga uma taxa simbólica entre R$ 40 e R$ 60. “Alguns não pagam nada. Os mais pobres a gente tem que dar o dinheiro do transporte”, diz Riva. (Correio da Bahia).

BAIANOS DE OLHO NO 2º ESCALÃO DE DILMA

A corrida pela ocupação do segundo escalão do governo Dilma Rousseff (PT) tem cada vez mais se intensificado, e, na Bahia não tem sido diferente a disputa pela conquista dos cargos federais. Além das citações referentes ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) para a Caixa Econômica Federal, de Fernando Schmidt com indicação forte para presidência da Sudene, e de César Borges (PR) para a Valec, a cada momento surgem outras personalidades do meio político baiano entre as cotadas para assumir espaços federais no estado. Ontem, circulou nas rodas o nome do ex-deputado federal Edson Duarte (PV) para ocupar o Ibama. Entretanto, até então, os pretendentes a cargos negam as costuras em torno de seus nomes. No meio das especulações, os dirigentes estaduais de dez partidos (PT, PP, PDT, PCdoB, PSL, PRB, PTdoB, PSB e PV) se reúnem na próxima segunda-feira para uma nova rodada de conversa em torno da participação das legendas nos órgãos federais da Bahia. Além dessas siglas, há promessa de negociação também com o PMDB e o PR. Estima-se que na esfera do estado esteja sendo disputada a ocupação de cem cargos, já entre os cargos federais, o cálculo pode chegar a 40. O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, confirmou ontem que tem costurado a questão com todos os partidos da base do governador Jaques Wagner, e há tendência de interlocução com PR e PMDB, legendas aliadas somente no plano federal. “Eu e o líder da bancada federal Nelson Pelegrino (PT) somos os responsáveis para discutir com os partidos como será a participação, quais os critérios, o quadro político e os cargos”, contou. Quanto aos nomes cotados pela imprensa, Jonas disse que tudo ainda não passa de mera especulação. “Mas certamente os partidos com bancadas federais terão primazia nesse processo”, frisou. Ele e Pelegrino devem se reunir nos próximos dias com o secretário de Relações Institucionais do governo federal, Luiz Sérgio. Procurado pela Tribuna, o mais novo cotado, Edson Duarte negou que tenha sido convidado pelo governo para gerir o Ibama na Bahia. “Nunca foi tratado, nunca foi discutido e nem muito menos solicitado pelo meu partido”, descartou. Segundo ele, houve apenas um convite da atual ministra do Meio Ambiente, Isabela Teixeira, para que ele presidisse o Conselho Nacional do Meio Ambiente e reestruturasse o Sistema Nacional do Meio Ambiente que integra os órgãos estaduais e municipais. “Mas eu agradeci e declinei, pois implicaria no alinhamento da bancada com o governo. Além disso, essa é uma área de grande conflito e eu tinha que ir somente com muita segurança e proteção da bancada que ainda é oposição”, justificou. (Lílian Machado - http://www.tribunadabahia.com.br).

UNICEF RECOMENDA MAIOR ATENÇÃO A POLÍTICAS PARA ADOLESCENTES

Dos 191 milhões de brasileiros, 21 milhões têm menos de 18 anos, sendo que 38% deles vivem em situação de pobreza. Dados divulgados hoje (25) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) indicam que o grupo corre o risco de se tornar invisível em meio a políticas públicas que focam prioritariamente a infância. O relatório Situação Mundial da Infância 2011 – Adolescência: Uma Fase de Oportunidades indica que, em consonância com o cenário global, esses jovens vivenciam oportunidades para inserção social e produtivas insuficientes. A faixa etária é considerada a mais vulnerável em relação a riscos como o desemprego e o subemprego, a violência, a degradação ambiental e a redução dos níveis de qualidade de vida. De acordo com o relatório, as oportunidades são ainda mais escassas quando são levadas em consideração dimensões que vão além da idade, como a renda, a condição pessoal, o local de moradia, o gênero, a raça e a etnia. Apenas na Amazônia Legal, marcada pela diversidade étnica e social, habitam cerca de 2 milhões de adolescentes com idade entre 15 e 17 anos. Mas a disponibilidade de serviços voltados para essa população, segundo o Unicef, ainda é um desafio a ser superado. Uma das recomendações listadas no documento é que o apoio dado na fase inicial e intermediária da infância seja estendido aos adolescentes, com investimentos em educação, cuidados de saúde, proteção e participação desses jovens, principalmente os mais pobres e vulneráveis. Outra ação prevê a coleta de dados e informações capazes de identificar os grupos mais vulneráveis de adolescentes em todas as regiões e as iniquidades que os afetam, garantindo mais investimentos, oportunidades e direitos. O Unicef pede também que os adolescentes brasileiros sejam ouvidos nos processos de tomada de decisão e que as escolas aproveitem a facilidade de aprendizado do grupo e contribuam para que eles adquiram competências, habilidades e conhecimentos necessários para desenvolver todo o seu potencial.

FORÇAS LEAIS A KADHAFI ATIRAM EM MANIFESTANTES NA CAPITAL DA LÍBIA

Forças de segurança leais ao ditador da Líbia, Muammar Kadhafi, dispararam indiscriminadamente contra manifestantes em vários bairros da capital do país, Trípoli, segundo testemunhas ouvidas pela Reuters e pela France Presse nesta sexta-feira (25). Os confrontos ocorreram após as tradicionais orações de sexta-feira dos muçulmanos. Um deles ocorreu no distrito de Janzour, na periferia da capital. Pelo menos cinco pessoas morreram, segundo um morador ouvido pela Reuters. A TV Al Jazeera afirma que pelo menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas nos confrontos.Também há protestos no distrito de Fashloom, no leste. Os rebeldes antigoverno mantinham nesta o controle sobre o leste da Líbia, por intermédio de "conselhos populares", e o regime de Kadhafi tentava evitar que o movimento controlasse também o oeste do país, e para a capital. Ao mesmo tempo, dezenas de milhares de líbios e estrangeiros fugiam do país por terra, mar e ar. O Conselho de Segurança da ONU se reunirá durante o dia em Nova York para discutir medidas de pressão sobre Kadhafi, que ignora os apelos para dar fim à brutal repressão dos protestos que, desde 15 de fevereiro, exigem sua renúncia. A União Europeia também analisa sanções. O ditador de 68 anos, no poder desde 1969, acusou na quinta-feira os manifestantes de terem vínculos com a rede terrorista da al-Qaeda e de agir sob o efeito de drogas. Aparentemente, não havia radicais islâmicos nos conselhos populares, segundo relatos da Reuters. Segundo o jornal líbio "Quryna", 23 pessoas morreram e pelo menos 44 ficaram feridas no ataque das forças de segurança contra a cidade de Zawiya, próxima a Trípoli, que tem a maior refinaria de petróleo do país. Mas as forças leais ao líder não teriam conseguido entrar na cidade, disseram testemunhas nesta sexta-feira. "Há controles do Exército e da polícia ao redor de Zawiya, mas nenhuma presença deles dentro da cidade. Somente vi alguns civis desarmados", disse Said Mustafa, que cruzou a cidade nesta sexta-feira, a caminho da fronteira com a Tunísia. O número total de vítimas é incerto, de acordo com informações do G1. O filho de Kadhafi, Saif al Islam, disse que a violência em seu país deixou 242 mortos. Falando ao canal CNN-Türk, o filho de Kadhafi avaliou o número de mortos em 242, ou seja, menos que os 300 de um balanço anterior feito por partidários de seu pai. Mas outras fontes falam em até 3 mil mortos na repressão aos protestos. Na quinta-feira, a oposição já controlava localidades importantes no leste, inclusive Benghazi, segunda maior cidade do país, e havia relatos de que Misrata e Zuara, no oeste, também se haviam rendido à onda de rebelião, que já ameaça a base de poder do ditador e que mergulhou o país no caos. Muitos países, inclusive o Brasil, intensificaram as operações de retirada de seus cidadãos da Líbia, em um verdadeiro êxodo. Desde segunda-feira, pelo menos 30 mil tunisianos e egípicios retornaram por via terrestre a seus países, informou na quinta-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM). A Itália prepara uma "operação militar" para resgatar cidadãos italianos presos no sudeste da Líbia, onde começam a faltar alimentos, informou nesta sexta o ministro da Defesa, Ignazio La Russa. A ONU teme um colapso na rede de distribuição de alimentos, uma vez que a Líbia importa praticamente toda a comida que consome.

PR INDICA TIRIRICA PARA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO

O deputado federal Tiririca (PR-SP) foi indicado pela liderança do partido para integrar a comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. De acordo com o líder da legenda na Casa, Lincoln Portela (MG), o próprio parlamentar pediu para fazer parte do colegiado. “Ele foi indicado pelo PR porque é a área dele, cultura. A comissão não é só educação. Ele é o palhaço mais bem-sucedido do país. Nós colocamos ele lá para ele dar a parcela de colaboração dele. Ele vai poder dar uma contribuição nesta área”, afirmou. Tiririca chegou a ter a diplomação ameaçada por denúncia do Ministério Público por suspeita de falsificação na declaração de escolaridade apresentada à Justiça Eleitoral. No dia 11 de novembro do ano passado ele passou por um teste no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) para comprovar que não era analfabeto.

25 de fevereiro de 2011

NETO PEDE PARA MPF INVESTIGAR MINISTRO DO PC DO B

A oposição quer que o Ministério Público Federal (MPF) investigue as denúncias de fraude no programa Segundo Tempo, do Ministério dos Esportes, publicadas no jornal O Estado de S. Paulo. O MPF instaurou ontem uma investigação sobre a aplicação dos recursos do programa no Piauí. A decisão foi tomada pelo procurador-chefe da República no estado, Marco Túlio Lustosa Caminha. A investigação é fruto de reportagem publicada no diário paulista revelando que uma entidade dirigida por membros do PCdoB, partido ao qual é filiado o ministro da pasta, Orlando Silva, recebeu R$4,2 milhões para cuidar do Segundo Tempo, mas abandonou os núcleos esportivos do projeto. O líder do Democratas na Câmara, ACM Neto, vai protocolar hoje (22) representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo investigação os convênios denunciados. Neto também quer uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), informa o Estadão. "Não podemos dar um cheque em branco para essas ONGs. Vamos exigir do Ministério dos Esportes explicações em relação à prestação de contas. Essas justificativas apresentadas até agora são superficiais e inconsistentes", afirmou ACM Neto. Ele questionou o fato de o Ministério dos Esportes realizar convênios com ONGs e não com prefeituras para implementar o programa. "A grande pergunta é: por que precisa de ONGs para intermediar? O que parece é que se coloca uma ONG por objetivos políticos e o ministro Orlando Silva tem que tomar medidas duras e cortar na carne de seu próprio partido. Caso contrário, ele perderá qualquer condição de continuar no cargo", salientou o líder do Democratas. Neto vai pedir à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara analise todos os convênios firmados pelo ministério com ONGs. Dirigida por membros do PCdoB, a Federação das Associações dos Moradores do Piauí (Femapi) cuida do Segundo Tempo no estado e tem contrato de R$4,2 milhões com o governo federal, sem licitação, para montar 126 unidades e beneficiar 12 mil crianças. Seu presidente é Raimundo Mendes da Rocha, dirigente do PCdoB do Piauí. Pelo menos nove integrantes da direção da federação fazem parte do comando regional do partido. Essas pessoas são designadas para coordenar o Segundo Tempo nos bairros cadastrados no Ministério dos Esportes. Todas trabalharam em 2012 pela eleição do deputado federal Osmar Júnior, presidente regional do PCdoB, líder do partido na Câmara e aliado do ministro Orlando Silva.

GOVERNO LANÇA CAMPANHA PARA COMBATER A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República lança hoje (25), às 16h, a Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O evento inicia uma mobilização permanente de proteção a esse público que terá ações ao longo do ano. A campanha nacional estará presente em blocos de carnaval e nos aeroportos de 17 capitais do país. A idéia é convocar a sociedade para uma ação conjunta que ajude a reduzir os casos de violência sexual contra crianças e adolescentes, que aumentam em períodos festivos. Serão distribuídas peças com a arte da campanha divulgando o Disque 100 – serviço gratuito que recebe denúncias de violência contra crianças e adolescentes. O atendimento é feito durante 24 horas todos os dias da semana. As denúncias também podem ser feitas pelo site www.disque100.gov.br ou pelo endereço eletrônico disquedenuncia@sedh.gov.br. Pela manhã, a secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Denise Colin, participará de ação de mobilização da campanha, em Brasília.

MEGA-SENA PODE PAGAR PRÊMIO DE R$ 28 MILHÕES AMANHÃ

O concurso de número 1.261 da Mega-Sena, que será sorteado amanhã (26), deve pagar R$ 28 milhões para a aposta que acertar as seis dezenas, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. Na última quarta-feira (23), nenhuma aposta acertou os números do concurso 1.260 e o prêmio voltou a acumular. As dezenas sorteadas na ocasião em Tramandaí (RS) foram: 19 - 23 - 29 - 31 - 41 - 53. De acordo com a Caixa, 70 apostas acertaram a quina e vão receber R$ 30.497,83 cada uma. A quadra vai pagar R$ 526,00 para cada um dos 5.798 bilhetes ganhadores. Quem quiser tentar a sorte no próximo concurso deve fazer suas apostas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 2.

SALVADOR: 4º LUGAR EM HOMICÍDIOS NO PAÍS

Salvador é a 4ª colocada no ranking nacional de homicídios. Chegou a esse status após a década entre 1998 e 2008, período em que foi a capital brasileira onde a violência mais cresceu. Segundo o levantamento Mapa da Violência 2011, divulgado nesta quinta-feira (24) pelo Instituto Sangari, o número de homicídios na capital saltou de 351 para 1.771 em dez anos - o crescimento foi de 404,6%, maior entre todas as capitais. Em 1998, Salvador era a 25ª colocada. No primeiro ano da pesquisa, a proporção de assassinatos por grupo de 100 mil habitantes era 15,4. Em 2008, foi de 60,1 - maior do país. Salvador está atrás apenas de Maceió, Recife e Vitória.

BAHIA ESTÁ EM 2º LUGAR NO RANKING DE VIOLÊNCIA

O Mapa da Violência 2011, divulgado na manhã de ontem, traz dados de 1998 a 2008, e coloca a Bahia em oitavo lugar no índice de violência em nível nacional e em segundo lugar em relação a homicídios no período. Nos 10 anos entre 1998 e 2008, a taxa de violência cresceu 3,89 vezes e a de homicídios aumentou na proporção de 237,5 mortes a cada 100 mil habitantes. Elaborado pelo Instituto Sangari, o Mapa foi lançado no Ministério da Justiça e o estudo apresentou como fonte os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde. De acordo com o autor da pesquisa, Júlio Jacobo, os homicídios são responsáveis por 39,7% das mortes de jovens no Brasil. O estudo aponta que as taxas mais elevadas, acima de 60 homicídios em cada grupo de 100 mil jovens, estão na faixa dos 19 aos 23 anos de idade. Com fins de semana registrando cerca de até 23 homicídios, a Bahia cresceu 3,89 em violência, passando de 22º para 8º lugar, na pesquisa geral. Estados considerados violentos, como São Paulo, Minas Gerias e Rio de Janeiro, apresentaram queda no índice de violência, em termos gerais. Estudiosos acreditam que o aumento da violência nos estados do Nordeste ocorreu devido ao crescimento financeiro das cidades, sem uma antecipada preparação de segurança ostensiva. Em 2008, a Bahia ocupava o segundo lugar nacional, em relação à taxa de homicídios, perdendo apenas para o Maranhão. Em relação à violência juventil (entre jovens de 15 a 24 anos), o estado fica atrás de Alagoas e Pernambuco, com 70,1 mortes/100 mil habitantes. Na pesquisa relacionada às capitais mais violentas, Salvador ocupava o 4º lugar, com 60,1 mortes/100 mil habitantes. As regiões nordestinas apresentam grandes números de assaltos a bancos. (DP e Agências).

JEAN WYLLYS DEFENDE CASAMENTO GAY NA CÂMARA

O professor baiano Jean Wyllys (PSOL), ex-BBB eleito pelo Rio de Janeiro, em seu primeiro discurso nesta quinta-feira (24) na Câmara, defendeu a legalização do casamento gay. Ele se intitulou o primeiro deputado federal eleito assumidamente homossexual, e prometeu apresentar uma PEC que reconheça o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. "É preciso mostrar que aquela família de comercial de margarina não existe ou existe ao lado de muitas outras famílias diferentes. A ausência de leis não significa que a realidade [da união de pessoas do mesmo sexo] não exista", afirmou ele. O deputado explicou que o casamento civil é diferente do reconhecimento da união estável entre homossexuais, que está sendo julgado pelo Supremo. "O casamento garante os direitos sucessórios, por exemplo." Informações da Folha de S. Paulo.

24 de fevereiro de 2011

GILBERTO SANTANA PRESIDE SESSÃO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) presidiu hoje, pela primeira vez, a sessão da Assembléia Legislativa, em substituição ao presidente da Casa, deputado Marcelo Nilo (PDT) que precisou se ausentar dos trabalhos do plenário. Coronel Gilberto Santana foi também o primeiro parlamentar novato da atual legislatura a assumir a presidência dos trabalhos legislativos. “Essa é uma responsabilidade muito grande, pois estamos representando a região Sul e Extremo Sul na presidência da Casa. Esse é um momento importante neste início de legislatura”, afirmou o deputado Gilberto Santana.

HOMICÍDIOS CRESCERAM 50,7% EM 4 ANOS

O número de homicídios na Bahia aumentou 50,7% nos últimos quatro anos - foram 4.856 assassinatos em 2010, ante 3.222 em 2006. De acordo com dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), o governador Jaques Wagner (PT) não conseguiu, em nenhum momento, reduzir os índices de homicídios na Bahia. Em 2007, foram assassinadas 3.718 pessoas. Em 2008, o número subiu para 4.612 e chegou a 4.825 no ano seguinte. O secretário-geral do Sindipoc (Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia), Bernardino Gayoso, culpa a falta de investimento do governo pelo crescimento da violência."Os dados alarmantes de assassinatos são consequência direta da falta de uma política de governo para a segurança pública", disse. O secretário-geral culpou a falta de concursos para formar novos policiais. "Um Estado que não faz concursos há 14 anos e que possui apenas 3.140 policiais civis, quando a legislação estabelece 6.000, não pode obter outros resultados a não ser este banho de sangue".

O DESTINO

Eu e meu amigo André estávamos desocupados neste final de semana e resolvemos filosofar sobre os últimos acontecimentos de nossas vidas. Como nossas vidas não têm sido um mar de rosas, primeiro, começamos culpar os nossos pais por terem se conhecidos e ter-nos colocados no mundo; em seguida, nossas mulheres, nossos ex-patrões e os atuais, os parentes e os aderentes, Cristo, os santos dos céus, Deus e finalmente, chegamos ao verdadeiro autor de nossos infortúnios: o destino. - Artur, quem tem sorte, mora em cima do morro, cria galinha embaixo e os ovos saem rolando morro acima na hora do almoço! – André estava uma fera, nos últimos tempos, tudo que fazia certo dava errado. Se jogava na vaca dava touro, se jogava na sena os números saiam na quina. Se alguém lhe chamava para almoçar, a comida estava insossa ou salgada. - André, quando urubu está de azar o de baixo caga no de cima... Quem tem sorte é como Elias, chegou atrasado para viajar no avião que caiu matando todos passageiros. Isso André, é que é sujeito de estrela... E os negócios dele? Cada vez mais rico!... - A minha estrela Artur é no... toda vez que eu dou um traque, ela apaga!... Elias nasceu com aquilo pra lua: casou-se com mulher rica, filha única, jovem e linda. Também, tem uma coisa Artur, nem tudo na vida é perfeito, você sabia que é um baita corno de goteira? - Ah!!!... Que é corno de goteira André? Você tem cada uma... - Corno de goteira é o camarada que espera, pacientemente, a chuva caindo, embaixo do alpendre de sua casa, o amante de sua mulher sair pra ele entrar. - Bem, não sei se teria estômago para tanto!... Lá em casa, eu coloco minha mão no fogo... - Cuidado para não se queimar Artur!... - Você endoidou seu filho de uma ronca e fuça?... Minha mulher seria incapaz de me trair! – Estou brincando, irmão!... – E, assim, continuamos o tempo todo, discutindo os nossos desígnios e os desígnios doutras pessoas. André mais falante, continuou: - Veja a história do presidente da República: saiu do sertão de Pernambuco em cima dum pau-de-arara, não tem diploma de curso superior, cortou o dedo num torno-mecânico, cedo se aposentou. Fundou partido político e duas vezes presidente com mais da metade dos votos válidos do país. – André, eu acredito muito na força do trabalho. Thomas Édson, inventor da lâmpada elétrica, dizia que seus inventos eram frutos da transpiração e não da inspiração. Se você trabalha com determinação, estabelecendo e perseguindo metas, o sucesso tarda, mas, chega. Não existe sorte nem azar, tudo depende como se age na vida. Deus deixou escrito: “faz que te ajudarei”. Conta-se que um rapaz ambicioso escreveu na parede do seu quarto em todos os lados: ”eu sou o dinheiro”. Com a força deste pensamento, morreu muito rico. - Artur, isso é conto da carochinha! Quantas pessoas se matam de trabalhar, direitas e morrem cavando? Não acredito nisso, acho que quando aqui chegamos tudo lá no céu já está escrito. É como diz o povo: “quem nasceu pra tatu morre cavando”. - Meu amigo André, você é muito fatalista! Um filósofo que me esqueci do nome agora, afirmou que quando o homem nasce é uma “tabula rasa”, uma folha de papel em branco, ele vai escrevendo e construindo o seu destino. Ele era contra as idéias deterministas, sustentava que Deus tinha deixado o livre arbítrio para o homem, às vezes, o homem é que não sabe usar a opção certa. - Artur, eu não sou uma Maria vai com as outras! Eu sou prático, leio no livro da vida e nas páginas da experiência. Quem nasce pra centavo não ganha real. Quantos triunfam pela sorte e não pelo mérito? Você é um exemplo. Trabalhador, inteligente, mas, vai morrer pobre e esquecido. - André, nem sempre a fama e a fortuna lhe trazem paz! Já leu alguma coisa sobre Diógenes? – Não! – Vou tentar resumir duas passagens históricas e interessantes desse homem desprendido: - Alexandre, o Grande, general de todos os exércitos, comparado somente a Napoleão, na presença de espírito e nos atos de bravura e conquista, certo dia parou diante de Diógenes que tomava seu banho de sol e perguntou-lhe: - Que tu desejas do maior Conquistador da História? – General, eu não quero que tu me tires aquilo que tu não podes me dar... É que Alexandre tinha-lhe feito sombra e impedido dele receber os seus raios solares matinais. - Doutra feita, ele presenciou um trabalhador rural fazer das mãos uma concha para beber água. Diógenes que usava uma concha em seus apetrechos disse: - Aprendi, hoje, com um homem simples que nem de cuia eu preciso. – E jogou a cuia fora. - É isso aí meu amigo André! O homem pra viver precisa de pouca coisa além de sua inteligência. A civilização e o progresso fizeram do homem um ser dependente, limitado e refém do mundo que construiu. - Você poderia ter sido um advogado! Seu discurso deixa a gente desarmado, confuso. Porém, já lhe conheço e sei que é conversa para boi dormir. No livro é uma coisa, mas no dia-a-dia as coisas são diferentes. - Não é necessário elogiar-me para discordar. Se tivéssemos um destino predeterminado, não seriam verdadeiras as promessas de Deus quando fala do livre arbítrio, da escolha do bem e do mal. Ainda incentiva o homem: “faz que te ajudarei”. - Meu amigo Artur, eu não tenho condições de discutir filigranas da filosofia e da fé. Eu falo das minhas experiências pessoais e das minhas observações cotidianas. - André, você é inteligente! Podo ter cultura limitada mas não é estúpido, sabe discernir o livre arbítrio e fatalidade. - Meu amigo o papo está bom, mas, eu vou almoçar. Saco vazio não se põe em pé, tchau! - Tchau!... (Autor: Rilvan Batista de Santana - Gênero: Conto - saber-literario.blogspot.com).

VEREADOR COBRA FISCALIZAÇÃO DE LEI

O vereador Milton Cerqueira (DEM), autor do projeto de lei que dispõe sobre a implantação de câmeras filmadoras e construção de guaritas nos estacionamentos e empresas de Itabuna cobra do Executivo Municipal a fiscalização desta lei. De acordo com o vereador, esta norma foi sancionada pelo ex-prefeito Fernando Gomes em setembro de 2008, mas pelo que tem observado não está sendo cumprida. “A lei prevê que sejam instaladas câmeras e guaritas em shoppings, supermercados e similares com capacidade superior a 50 vagas”, afirmou Milton. O vereador considera de extrema importância a fiscalização desta lei, pois a chegada de alguns empreendimentos comerciais na cidade aumenta a necessidade de sistemas de segurança para inibir assaltos e crimes de seqüestro. “É muito freqüente esses delitos na cidade e a grande maioria acontece nesses estabelecimentos”, disse. O vereador completou que de acordo com esta lei, os estabelecimentos teriam seis meses para se adequarem. “É necessário que a prefeitura fiscalize e cobre com urgência sua aplicação para combater crimes nos estacionamentos dessas empresas, em razão dos altos índices de criminalidade e da violência em Itabuna”, concluiu Milton.

DEPUTADO VERDE NA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE

O Deputado Estadual Eures Ribeiro, do Partido Verde, assumiu a Vice-Presidência da Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa, e de pronto convoca todos para a sessão de instalação da referida comissão que acontecerá na próxima quarta-feira, 2 de março, às 10 horas, na sala das comissões da Assembléia. Na ocasião da instalação, a Comissão de Meio Ambiente abordará a contextualização da Gestão Ambiental do Estado, o sistema SEMA, possibilidades de mudança e melhorias. Para essa discussão é essencial que participem todos os verdes envolvidos com a política ambiental do Estado da Bahia sejam militantes, integrantes de ONGs e movimentos sociais, funcionários dos órgãos da gestão e quem mais possa se interessar. Tal contextualização subsidiará a Comissão e o mandato de Eures Ribeiro para possíveis alterações na estrutura.

COMISSÃO ESPECIAL DO PORTO SUL É APROVADA NA AL

A proposta do deputado estadual Augusto Castro (PSDB) de criar a Comissão Especial do Porto Sul na Assembléia Legislativa foi aprovada com 32 assinaturas de apoio para sua instalação. Já nesta semana, deve ser formado o grupo que não terá o tucano como presidente, e sim, Ivana Bastos (PMDB). Isso porque o partido já detém a presidência da Comissão de Meio Ambiente. Embora participe apenas como integrante, Castro, que detém base eleitoral na região, foi felicitado por seus colegas pela sugestão oportuna. “É um tema de bastante importância para a região. Fico feliz em conseguir instalar a comissão que será o palco das discussões sobre o projeto”, afirmou.

PLANALTO CONVOCA MINISTRO DO ESPORTE

O ministro do Esporte, o baiano Orlando Silva, vai ser convidado nos próximos dias para ir ao Palácio do Planalto dar explicações sobre as denúncias de fraude no maior programa da pasta, o Segundo Tempo. A denúncia foi feita pelo jornal O Estado de São Paulo, na qual a reportagem diz que o programa, além de gerar dividendos eleitorais, se transformou em instrumento financeiro do PCdoB, ao qual o ministro é afiliado. Quem vai ouvir Orlando é o chefe da Casa Civil, Antônio Palocci. A reportagem foi visitar os núcleos do Segundo Tempo em Brasília, em Goiás, no Piauí, em São Paulo e Santa Catarina. O resultado foi o mesmo: segundo o jornal, entidades de fachada recebendo o dinheiro do projeto, núcleos esportivos fantasmas, abandonados ou em condições precárias. “As crianças ficam expostas ao mato alto e a detritos nos terrenos onde deveriam existir quadras esportivas. Alguns espaços são precariamente improvisados, faltam uniformes e calçados, os salários estão atrasados e a merenda é desviada ou entregue com prazo de validade vencido”, diz a reportagem. As informações do diário paulista dão conta de que o ministro Orlando Silva entregou o programa nas mãos do PCdoB sem licitação e que a maior parte dos recursos do Segundo Tempo está sob o comando de entidades dirigidas pelo partido e virou arma política e eleitoral. No ano passado, ano eleitoral, os contratos com essas entidades somaram o montante de R$30 milhões. O ministério afirma que “cabe às entidades parceiras promover a estruturação do projeto”. Questionado sobre as “irregularidades” constatadas pelo Estado e pelo controle partidário do programa, o ministério defendeu o critério de escolha das entidades argumentando que é feita uma seleção técnica dos parceiros. Diante disso, o deputado federal baiano e líder do Democratas na Câmara, ACM Neto, disse ontem que a bancada da oposição da Casa vai pedir que o Ministério Público Federal (MPF) investigue as denúncias e que ia protocolar ainda ontem uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) e no Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo investigação dos convênios com as ONGs. “Não podemos dar um cheque em branco para essas ONGs. Vamos exigir do Ministério do Esporte explicações em relação à prestação de contas. Essas justificativas apresentadas até agora são superficiais e inconsistentes”, afirmou o democrata. Contudo, diante da gravidade das denúncias e do perigo iminente que passa a correr o ministro Orlando Silva, há em Brasília quem enxergue uma ação, articulada por setores do Planalto e do PCdoB, de “resgate” do deputado federal da bancada paulista do PCdoB, Aldo Rebelo.

BRASIL OCUPA SEXTA POSIÇÃO DO RANKING DE HOMICÍDIO DE JOVENS

O Brasil é o sexto país no ranking de homicídios entre jovens. De acordo com o estudo Mapa da Violência 2011, divulgado hoje (24) pelo Ministério da Justiça, a taxa de homicídio entre pessoas de 15 a 24 anos subiu de 30 mortes por 100 mil jovens, em 1998, para 52,9, em 2008. Nesse período, o número total de homicídios registrados no país cresceu 17,8%, ao passar de 41,9 mil para 50,1 mil. No primeiro lugar do ranking aparece El Salvador, com 105,6 mortes violentas em cada grupo de 100 mil jovens. Em seguida vêm as Ilhas Virgens (86,2), a Venezuela (80,4), Colômbia (66,1) e Guatemala (60,6). De acordo com o autor da pesquisa, Julio Jacobo, os homicídios são responsáveis por 39,7% das mortes de jovens no Brasil. O estudo aponta que as taxas mais elevadas, acima de 60 homicídios em cada grupo de 100 mil jovens, estão na faixa dos 19 aos 23 anos de idade. “O jovem morre de forma diferente na atualidade. A partir da década de 1980, houve um novo padrão de mortalidade juvenil”, destacou o pesquisador. Em alguns estados, a morte de mais da metade de jovens foi provocada por homicídios. Alagoas é o estado que tem a taxa de homicídio juvenil mais alta do país (60,3), seguido pelo Espírito Santo (56,4), por Pernambuco (50,7), pelo Pará (39,2) e Amapá (34,4). Segundo Jacobo, os índices de homicídio nas capitais e regiões metropolitanas tiveram uma queda de 3,1% entre 1998 e 2008. No entanto, houve um crescimento considerável das taxas no interior do país. “Chamamos isso de interiorização da violência. A partir de 2003, ocorreu uma queda das taxas de homicídios nas capitais, no entanto, as taxas de homicídio no interior estão crescendo assustadoramente.” Para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esse quadro de violência entre jovens no país exige das autoridades públicas uma profunda reflexão. “Isso coloca sobre os nossos ombros desafios, aos quais temos que responder com integração e superação de obstáculos, para que possamos ter uma política nacional de combate à violência que surta efeitos.” Cardozo anunciou que vai desenvolver um sistema de informação que mostre o mapa da violência em tempo real. “Apesar de todo esforço dos pesquisadores, as bases de dados disponíveis são de 2008. Temos uma defasagem de três anos. Não temos uma situação atualizada em tempo real do crime. É impossível ter uma ação de segurança pública sem informação.” Segundo ele, a política de repasse de verbas para a área de segurança aos estados será feita com base nesse sistema. “A idéia é que isso seja transparente, ou seja, que a sociedade possa acompanhar em tempo real onde acontecem os crimes.”

23 de fevereiro de 2011

MÍNIMO DE R$ 545 DEVE PASSAR NO SENADO HOJE

Aprovado na Câmara na semana passada, chegou a vez de o Senado apreciar o projeto de lei que prevê a fixação do salário mínimo deste ano em R$ 545. Se passar sem modificações, o texto seguirá para a sanção da presidenta Dilma Rousseff. As centrais sindicais, que tentam emplacar R$ 560, reconhecem a dificuldade e dão como certa a aprovação da proposta do Executivo. Os sindicalistas agora tentam focar na estratégia de tentar concessões na reposição das perdas dos aposentados e o fim do fator previdenciário, que já tinha sido derrubado pelo Congresso no ano passado, mas acabou vetado pelo ex-presidente Lula.

AUGUSTO CASTRO DEFENDE GESTÃO DA SAÚDE EM ITABUNA

O deputado estadual Augusto Castro (PSDB) tem demonstrado vigor em seu posicionamento em defesa da retomada da prefeitura de Itabuna na gestão plena dos recursos da Saúde advindos do ministério. “Vou encaminha um pleito ao governador para que olhe com cuidado esse pedido da comunidade regional em relação ao Hospital de Base de Itabuna. O problema não é de gestão. É de falta de recursos”, afirmou o parlamentar. A cidade do Sul do estado perdeu em 2008 a gestão plena desses recursos. Uma audiência está marcada com o titular da pasta da Saúde estadual, Jorge Solla, e o deputado, que garantiu que levará o prefeito da cidade, Capitão Azevedo (DEM). “Dependemos do Estado. Precisamos de investimentos em equipamentos e em infraestrutura. Tenho certeza que o governador e o secretário (da Saúde, Jorge Solla) têm conhecimento da situação”, declarou.

MOMENTO ÍMPAR PARA O SUL DA BAHIA

Algo fantástico acontece quando se percebe que estamos vivendo um momento verdadeiramente histórico e importante. Para os brasileiros, a vitória de Lula, não somente eleitoral, mas como o maior presidente que o Brasil já teve, seguida da eleição da primeira mulher presidenta, a companheira Dilma Roussef, significou uma ruptura com a velha ordem. Quem teve e tem a oportunidade de vivenciar toda a riqueza desse período pode ser considerado um agraciado pela História, com “H” maiúsculo. Tenho igual sentimento com a fase em que se encontra a rica e abençoada, embora sofrida, região cacaueira da Bahia. Após décadas de crise, a lavoura ressurge com toda força, embalada pelo PAC do Cacau, por um trabalho heróico e incansável da Ceplac, e pela elevação do preço da commodity. As fazendas vêm incrementando a produção, e centenas de produtores tiveram a oportunidade de renegociar suas dívidas com os bancos oficiais. O clima é de um otimismo que há muito tempo não se via na região, o que traz enorme alegria a este deputado que teve a chance e a honra de participar da primeira Câmara Setorial do Cacau. A crise certamente trouxe lições, já que entre os atributos das dificuldades se inscreve o de mostrar novos caminhos, possibilitando refazer estratégias. A região está hoje mais amadurecida, uma vez que conhece a necessidade de diversificar sua base produtiva e de não se limitar ao setor primário. Hoje se tem a noção exata da importância de não limitar a economia produtiva à venda do fruto “in natura”. A industrialização chega ao Sul da Bahia, trazendo consigo a expectativa de um desenvolvimento sólido e perene. Em paralelo, a região debate, cheia de expectativas, a questão do Porto Sul, um investimento bilionário que também representa um marco. Pela primeira vez, em décadas, o Interior do Estado recebe um empreendimento de tal porte, que inclui uma ferrovia com 1.100 quilômetros, somente no território baiano (de Barreiras a Ilhéus), um aeroporto internacional e um porto para navios de grande calado. Essa infraestrutura permitirá o escoamento de produtos como grãos, fertilizantes e minérios, beneficiando o estado com o aumento da arrecadação e a geração de novos empregos. O Porto Sul traduz a opção do Governo da Bahia, com o apoio do Governo Federal, de interiorizar o desenvolvimento baiano, há décadas concentrado em Salvador e Região Metropolitana. É uma opção corajosa e coerente, que demonstra visão estratégica e compromisso com o crescimento de nosso Estado. Não deve passar despercebido o alerta do governador Jaques Wagner, na abertura dos trabalhos da Assembléia Legislativa, nesta terça-feira, 15 de fevereiro, sobre as movimentações de forças políticas de outros estados interessadas em impedir que a Bahia dê esse salto para um novo ciclo de progresso. O envolvimento das lideranças e a participação efetiva da sociedade baiana nesta questão são fundamentais para que o Porto Sul não “morra na praia”. Viver esse momento histórico não é apenas um privilégio, pois implica em assumir desafios e não se deixar atropelar pelos fatos. Quem entende a demanda e assume essa postura tem uma oportunidade a mais: a de fazer história. Outro ponto importante é que a defesa do Porto Sul não significa passar ao largo da questão ambiental e da responsabilidade com o desenvolvimento sustentável. O debate está aberto e deve ser travado de maneira democrática, com foco no interesse regional, e buscando caminhos para que o impacto no meio ambiente seja o menor possível. Frisamos, ainda, que os defensores do projeto não devem ser colocados em área oposta aos que lutam pela preservação da natureza, pois isso empobrece a discussão. Todos nós devemos nos posicionar em defesa do meio ambiente, pois, há muito tempo isso deixou de ser obstáculo ao crescimento. (Josias Gomes - deputado federal, e ex-presidente do Partido dos Trabalhadores na Bahia).

PP AGORA QUER VAGA OCUPADA POR POPÓ

O primeiro suplente de deputado federal baiano do PP, José Carlos de Jesus Rodrigues, o Zé da Pesca, já está reunindo a documentação necessária para ingressar com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para assumir a vaga do deputado Mário Negromonte, hoje licenciado para comandar o Ministério das Cidades. Quem assumiu o lugar de Negromonte no início do mês foi o primeiro suplente da coligação, Acelino Popó Freitas (PRB). Questionado pela reportagem sobre seu posicionamento acerca o assunto, o ministro Mário Negromonte, que é o presidente do PP na Bahia, se esquivou, mas deixou subscrito que não se agrada muito do novo posicionamento do STF, que, agora, entende que a vaga deve ser, de fato, do candidato mais votado do partido e não mais da legenda, como de praxe. “Se o Supremo (STF) realmente decidir assim em todos os casos, vai acabar as coligações no Brasil todo”, avaliou o ministro. A reportagem indagou a Negromonte se há intervenção do partido em favor de Zé da Pesca, seu correligionário. “Ele (Zé da Pesca) já está tomando as providências dele. Por enquanto ele ainda não me procurou para pedir ajuda. Sabemos que foram feitas as coligações, mas estamos aguardando a decisão da Justiça. Agora, se ele precisar do partido, quem vai ajudar ele é o presidente Dornelles (senador Francisco Dornelles, presidente nacional do PP) porque o processo vai correr no STF”, esquivou o ministro.

PRESIDIÁRIA MORRE NA FRENTE DE CASA

Maria Márcia Silva Oliveira, mais conhecida como “Márcia”, de 37 anos, foi executada dentro de sua casa, após ter saído do Presídio de Itamaraju, onde cumpria prisão em regime semi-aberto por tráfico de drogas. Um pistoleiro ainda não identificado pela polícia, montou campana na casa da mulher, fazendo o filho da vítima como refém. Quando Márcia chegou ele matou-a na frente do filho com um tiro na testa. A polícia contou que Márcia era uma traficante e tinha uma boca-de-fumo na cidade e agia em conjunto com o irmão dela, apelidado de “Quinho”, que se encontra preso por tráfico de drogas. Pelas evidências do crime, a mulher foi vítima de queima de arquivo ou de algum rival em conseqüência do envolvimento dela com o tráfico de drogas. e está investigando o caso, ouviu vários vizinhos e pessoas da família para tentar chegar até a autoria do crime. Desde 2008 que a polícia vinha monitorando o crime organizado, comandado por Márcia e seu irmão. Após a prisão de Quinho no mesmo ano, ela passou um tempo foragida, mas quando foi visitar o irmão na cadeia ela foi presa e condenada a cinco anos de prisão em regime fechado. Mas, desde então, ela apenas dormia na carceragem e passava o dia em sua casa. (Silvana Blesa).

22 de fevereiro de 2011

20 VACAS É QUANTO CUSTA UM VEREADOR EM ITAPÉ

Segundo notícias que circulam na cidade, o prefeito-rei Jackson Rezende, teria conseguido o tão sonhado apoio do quinto vereador, esse apoio teria custado entre outras coisas 20 vacas, brancas, até porque o vereador em questão tem conhecimento de como lidar com gado. A partir de agora, com o retorno dos vereadores ao trabalho, é importante que a população comece a se interessar mais pelas coisas da política, inclusive participando das seções da câmara e olhando nos olhos dos nossos vereadores. (itapecompimentas.blogspot.com).

RÁDIO É A PRINCIPAL FONTE DE INFORMAÇÃO EM SSA

O rádio ainda é o meio de comunicação mais popular entre os soteropolitanos. É o que revela um levantamento sobre hábitos de mídia da população de Salvador, divulgado nesta terça-feira (22). O estudo realizado pela Potencial Pesquisas mostra que 80,4% dos entrevistados costumam se informar através das ondas sonoras. Ainda segundo o levantamento, 42,6% das pessoas costumam ouvir rádio todos os dias; 9,4% escutam de 4 a 5 vezes na semana; 14,5% ouvem de 2 a 3 vezes na semana; 11,4% cutivam o costume nos finais de semana e 19,6% nunca ouviram. O horário de 6h às 8h é o que apresenta maior número de ouvintes na capital baiana. Já no quesito fonte de informação, 73,4% dos soteropolitanos disseram que se sentem informados.

ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA PM: “A POLÍCIA PAROU”

A crise na segurança pública na Bahia, ao que parece, chegou às esferas institucionais. Isso porque, nesta segunda-feira (21), a Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) divulgou a “Carta ao povo baiano”, na qual cobra do governo do estado a promoção de seus oficiais (agradecem a ascensão de alguns, mas reivindicam outras com vagas em aberto), e denunciam as condições precárias em que trabalham. “[A corporação] conclama ao nosso Governador que esteja atento às questões que inquietam os nossos quartéis (e há muitas), pois uma tropa desrespeitada, maltratada e mal gerida nunca terá condições de prestar um serviço de excelência”, reclama. Em outro documento, intitulado “Segurança Pública, por que parou?”, a AOPMBA denuncia o que chama de “morticínio” no estado e aponta os principais pontos que tornaram a segurança pública o calcanhar de Aquiles do governo Jaques Wagner. “Nos últimos quatro anos ocorreram mais de 6 mil homicídios, os quais se creditam grande parte, ao tráfico de drogas. Adiciona-se a esse fato funesto a mortandade causada pela polícia ostensiva, mais de 700 resistências com morte nos últimos dois anos”, afirma o artigo. A associação aponta ainda que necropsias não vêm sendo realizadas por falta de efetivo e diz que a taxa de elucidação de crimes na Bahia é a mais baixa do país. “Noutros termos, pode-se afirmar que a polícia parou”, diz o comunicado. (João Gabriel Galdea).

DEPUTADO CORONEL SANTANA PRESENTE NAS PRINCIPAIS COMISSÕES DA ASSEMBLÉIA

Poucos dias de mandato já foram suficiente para sinalizar como será o trabalho do deputado Coronel Gilberto Santana, do PTN, em defesa dos interesses da sociedade. Conhecedor dos problemas que envolvem a temática da segurança pública por ter atuado na polícia durante quase 4 décadas, o deputado foi escolhido pelas lideranças partidárias para ser membro titular da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembléia. O parlamentar também ocupará a posição de membro titular da importante Comissão da Saúde e Saneamento, além de suplente na de Agricultura e Política Rural. As Comissões têm fundamental importância na Assembléia Legislativa, pois oportunizam a discussão técnica, democrática e formal dos projetos de lei e principais temas que serão levados posteriormente para votação ao plenário. Para o deputado coronel Gilberto Santana, as Comissões têm uma função essencial de corrigir possíveis falhas e distorções, pois emitem relatórios e parece acerca de cada tema, de acordo com a sua competência específica. Os parlamentares que ocuparam a função de membro titular das Comissões de acordo com o tema discutido também podem ser escolhidos para serem o relator do parecer emitido.

JUSTIÇA AUTORIZA BRUNO A TREINAR FUTEBOL DENTRO DE PRESÍDIO EM MG

Justiça concedeu autorização ao goleiro Bruno para que ele treine futebol dentro da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os treinos serão durante o banho de sol, que é de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 9h30 e de 10h às 12h. O ex-jogador está preso e é réu no processo que investiga a morte de Eliza Samudio, ex-namorada, e com quem, segundo a própria Eliza, teria um filho. Outras três pessoas também são rés no processo, entre elas o amigo do goleiro, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; e o primo de Bruno, Sérgio Rosa Sales. Segundo o G1, a autorização foi concedida pela juíza Marixa Fabiane Lopes, do Tribunal do Júri de Contagem, nesta segunda-feira (21), e foi acatada pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi). De acordo com a Secretaria de Defesa Social (Seds), Bruno vai receber uma bola, meiões e caneleiras. O material deve ser entregue a ele por um familiar ou amigo. Os treinos vão ser realizados junto com outros detentos da unidade prisional. ENTENDA O CASO - Eliza Samudio foi morta, segundo a Polícia Civil, no dia 10 de junho, depois de ser vista com o filho de, então cinco meses, no sítio de Bruno, em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A jovem tentava provar na Justiça a paternidade de seu filho. Em 2009, Eliza teve um relacionamento com Bruno, engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O corpo de Eliza não foi encontrado.

ALELUIA: “WAGNER É MARIONETE DO PLANALTO”

O candidato derrotado nas últimas eleições para o Senado e atual presidente nacional da Fundação Liberdade e Cidadania, José Carlos Aleluia, fez duras críticas ao gesto do governador baiano Jaques Wagner em defesa do novo imposto que pode vir a substituir a antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Wagner, junto com outros governadores nordestinos, se manifestou a favor da volta do imposto, em encontro com a presidente Dilma nesta segunda-feira (21). “Quando é que o governador Jaques Wagner (PT) vai deixar de ser uma marionete do Palácio do Planalto e começar a trabalhar pela Bahia?”, questionou o democrata que afirmou ser bajulação o gesto do mandatário local. Aleluia ainda comparou o gestor aos seus colegas vizinhos. “Nem o companheiro Marcelo Déda (PT), de Sergipe, tampouco o pernambucano Eduardo Campos (PSB) entraram nessa barca furada. Foi ser logo o governador da Bahia que foi puxar o coro do aumento da carga tributária” afirmou.

GAPA PROMOVE CAPACITAÇÃO EM DST E AIDS PARA ADOLESCENTES

O Grupo de Apoio à Prevenção da Aids – GAPA, estará promovendo uma capacitação em Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e Aids para um grupo de 60 adolescentes, com idade de 13 a 22 anos, na Casa do Educador. Este evento transcorrerá até o dia 26 deste mês. A idéia dos dirigentes do GAPA, resulta do fato de que muito se tem que trabalhar para que os jovens aprendam a se proteger da infecção pelo HIV e de outras doenças sexualmente transmissíveis (DST). A crença de que a educação sexual, a educação para prevenção às DST/Aids e a orientação para o uso de preservativos nas relações sexuais podem encorajar a atividade sexual nos adolescentes, funciona, não raramente, como uma barreira para a introdução de programas de prevenção às DST/Aids nas escolas. Na realidade, os jovens estão diariamente expostos a mensagens implícitas e/ou explícitas sobre sexo e sexualidade e interpretam, à sua maneira, essas informações, sejam elas educativas ou não, podendo responder diferentemente (com negações, descrenças, esquecimentos ou assimilação errada) à mesma mensagem. Experiências individuais mostram que a educação sexual é mais efetiva quando ministrada antes de se iniciar o envolvimento sexual e que esse processo, na maioria das vezes, retarda o início da atividade sexual, reduz o número de doenças sexualmente transmissíveis, parceiros sexuais e gravidez não planejada. A gravidade da Aids e a escalada das doenças sexualmente transmissíveis não permitem contemporização; dão a urgência para motivar e encorajar os jovens a adotarem práticas seguras para evitar a transmissão das doenças sexualmente transmissíveis e da Aids. O trabalho de prevenção dessas doenças e adolescentes, desenvolvido nas escolas e outras instituições, pode ajudá-las a terem uma visão positiva da sexualidade, a desenvolverem uma comunicação clara nas relações interpessoais, a elaborarem seus próprios valores a partir de um pensamento crítico, a compreenderem o seu comportamento e o do outro e a tomarem decisões responsáveis, desenvolvendo conhecimentos e atitudes em questões relacionadas à sexualidade, DST e Aids, que propiciem a escolha de um modo de vida saudável.