31 de março de 2013

ME ASSUSTA A QUANTIDADE DE ADOLESCENTE GESTANTES EM ITABUNA

A gravidez precoce e indesejada é um fato em Itabuna. Nos Postos de Saúde e nas Maternidades, as adolescentes grávidas que recorrem às consultas são cada vez mais frequentes. Existem vários casos de adolescentes que deram à luz através de cesarianas, porque os seus corpos ainda estão em formação. Tenho uma amiga enfermeira na Maternidade Ester Gomes, que testemunha situações complicadas na vida das adolescentes grávidas. “Muitas delas chegam aqui sem saber se estão grávidas e quando descobrem só pensam em fazer aborto, para que os pais não descubram. Outras adolescentes, dos 14 aos 18 anos, nem sequer sabem da importância do preservativo”, revelou. “É um caso muito sério, porque são crianças que não vivem a sua infância como deve ser, e chegam aqui com o pensamento negativo de abortar, porque dão conta que são crianças e não têm condições de sustentar o filho”, afirmou a enfermeira, que me pediu para não revelar sua identidade. Quase todas as adolescentes dizem que trabalho é tarefa para os homens que as engravidaram e a elas cabe a continuação dos seus estudos. Mas a realidade é diferente e toma dimensões de tragédia. A adolescência é a etapa ouro do ser humano e na adolescência as meninas começam a desenvolver-se corporalmente e a descobrir a sua sexualidade. Elas começam a sentir-se adultas e querem descobrir tudo o que os adultos fazem. Está provado mundialmente, que as adolescentes engravidam sem saber como e quando. Itabuna não foge à regra e é cada vez mais precoce o início das relações sexuais e, ao mesmo tempo, a gravidez na adolescência. Não há um estudo específico da percentagem da gravidez precoce na sociedade, mas posso garantir que os casos são assustadores, pois basta dar uma andadinha na periferia, para perceber o quanto este problema é crônico. A falta de educação sexual nas famílias e nas escolas é uma das causas da gravidez precoce e do alto índice de casos de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids. Os adolescentes fazem sexo sem proteção e isso é muito preocupante. Muitas adolescentes escondem a gravidez, saem de casa, pensam em abortar, abandonam escola, perdem os amigos, criam o sindrome de isolamento, que também, acarreta outros vícios como o álcool, prostituição, depressão e ansiedade. Existe pouca informação na transmissão de valores entre pais e filhos. A informação sobre a sexualidade deve começar na família. Falar da importância do uso do contraceptivo aos filhos é fundamental, porque quando uma criança não é informada pensa que já sabe tudo. A gravidez na adolescência é uma realidade cada vez mais presente. A adolescente e o seu filho são particularmente vulneráveis aos riscos inerentes à gravidez e maternidade, devido à especificidade das alterações que ocorrem nesta fase etária. As igrejas devem promover aconselhamentos e prestar maior atenção ao problema da gravidez precoce em seus respectivos bairros. A educação sexual, como disciplina escolar, também pode ajudar muitos jovens a obter maior e melhor informação. A escola tem um papel fundamental porque deve ensinar o adolescente a conhecer o seu corpo. Os programas de educação sexual transmitidos nas escolas desempenham um papel insubstituível, porque permitem o diálogo e a circulação de informação sobre a sexualidade, sem preconceitos, superando todos os tabus.  Sugerimos aos encarregados de educação a conversarem com os adolescentes. Fazerem perguntas, falarem sobre o uso do contraceptivo. É importante que os jovens falem e sejam ouvidos. Gravidez na adolescência é sempre uma situação que motiva angústias e incertezas.

VANE DÁ BANANA AOS CATÓLICOS E ESTÁ MAIS PERDIDO QUE ADÃO NO DIA DAS MÃES


O “prefeito” Vane do Renascer, tem se comportado, radicalmente, contrário à sua aparição nos grandes eventos de tradição católica em Itabuna. Vane viajou com a sua família para Belo Horizonte (MG), onde participa do Congresso Internacional de Louvor e Adoração Diante do Trono. O evento é um retiro espiritual da igreja Batista e é organizado pelo Ministério de Louvor Diante do Trono. Com isto ele não compareceu a encenação do “Auto da Paixão de Cristo”, que foi realizado ontem à noite (sexta-feira), inconvenientemente, na praça Camacã. O prefeito já tinha se ausentado da distribuição dos peixes, da Lavagem do Beco do Fuxico e da Procissão de São José. Estes fatos revelam que a crença evangélica do alcaide, tem sido obstáculo para ele compreender, que prefeito tem obrigação institucional de participar dos eventos tradicionais realizados em seu município. CATÓLICOS TRAÍDOS – Para se leger, o então candidato a prefeito, Vane do Renascer, pediu e contou com apoio de diversos padres e usou e abusou da imagem do Bispo Dom Ceslau Stanula, a quem fizera visitas pessoais. Isto significa que o agora prefeito Vane, pensa, fala e age diferente do que pensava, falava e agia há seis, sete meses, quando houve a eleição municipal. É como se ele tivesse se comportado num passado recente, como ave de rapina, com propósito tão-somente para obter o apoio e os votos dos católicos. E os ludibriar. Entretanto, Itabuna possui mais de 70% de adeptos do catolicismo, que não deverão se esquecer desta conduta do “prefeito”, quando ele tentar se reeleito em 2016. VANE IGUAL AOS DEMAIS – Esta conduta preconceituosa do “alcaide”, Vane do Renascer, que foge dos eventos realizados pela Igreja Católica, como o “diabo foge da cruz” e a decepcionante performance da sua administração, é que nos submetem à crença de que sua reeleição está fadada ao fracasso e que mais uma vez o povo de Itabuna castigará nas urnas, quem comete o pecado de ser hipócrita, incompetente e não tem compromisso comunitário e maltrata a cidade. A mais absoluta realidade que se extrai destes fatos, é que Vane do Renascer está mais perdido na Prefeitura de Itabuna, que cão que cai do caminhão de mudança!

VANE JUDIOU DO POVO NA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA


Não saí nada satisfeito com algumas situações relacionadas à encenação do espetáculo “Auto da Paixão de Cristo”, realizada na sexta-feira à noite, inconvenientemente, na praça Camacã, embora tenha merecido nossos aplausos o extraordinário desempenho dos seus protagonistas e aqui nos cabe reverenciar as participações dos atores Aldo Basto, Ramonvane, Sônia Amorim, dentre outros. Também mereceu destaque o cenário, o figurino, a sonoplastia e o grande final do “Auto”, quando “Jesus” foi guinçhado às alturas, num momento emocionante e memorável. Ocorre que este espetáculo já havia sido realizado na praça Camacã (no ano passado) e ficou óbvio sua impertinência em acontecer ali. A encenação do espetáculo “Auto da Paixão de Cristo”, acontece com a necessidade de deslocamento do público e não há condições de estrutura adequada para tanto e é aí onde o local é impróprio. A praça é completamente desnivelada, escura, suja, bastante ocupada por equipamento de vendedores ambulantes e até brinquedos de diversão infanto-juvenil. Também existem por lá, barracas diversas, onde vende de tudo e para complicar ainda mais a visão do público, a organização cometeu o despautério de fixar um camarote enorme para o prefeito e seus secretários, bem na frente do palco onde ocorreu o espetáculo. Interessante que o prefeito e seus secretários preferiram viajar e o referido camarote serviu apenas para atrapalhar a visão de quem queria assistir o espetáculo. É óbvio, que qualquer indivíduo não insano, compreenderia a inconsequência da escolha da praça Camacã, como espaço para encenação do “Auto da Paixão de Cristo”. E para não dizerem que só fazemos criticar, sugerimos aqui, que no próximo ano, este importante e já tradicional evento católico, seja realizado no Estádio Luiz Viana Filho (Itabunão), que dispõe de melhores condições de acessibilidade, visibilidade, acomodações (sanitários, bancos...), com palco linear que facilitaria bastante o acompanhamento do público, sem o incômodo causado pelos muitos obstáculos existentes na menosprezada praça Camacã.

QUEM VOCÊ QUEIMARIA HOJE COMO JUDAS DE ITABUNA?



Hoje é sábado de Aleluia (dia de malhar o Judas segundo a religião) e o povo não satisfeito já aproveita e queima logo o traidor, vulgo Judas.  E a gente abre espaço aqui, só para você escolher o “Judas” que malharia ou queimaria em praça publica. E os indicados para Judas são:
VANE DO RENASCER – Por não está correspondendo à expectativa em função de tudo o que prometeu e não está cumprindo.
GERALDO SIMÕES – Por está notabilizado como Mascate de Emendas, Ficha Suja e não viabilizar nenhum um centavo de verba, ou obras para Itabuna.
RUY PORQUINHO – Por ter gastado mais de 600 mil reais da Câmara Municipal, para realizaruma terraplenagem em terreno particular, sob pretexto de construir a sede própria do Poder Legislativo.
WENCESLAU JÚNIOR – Por ter feito da prefeitura de Itabuna o maior “Cabide de Emprego” no sul da Bahia e manter o “prefeito” Vane do renascer como a “Décima quinta pessoa depois de ninguém” no comando do Poder Executivo Municipal.
JUSSARA FEITOSA – Por ter sumido de Itabuna (é candidata “copa do mundo” – só arece na cidade, de 4 em 4 anos) e não usar sua condição de Suplente de Senadora e correligionária de Lula, Dilma e Wagner, para provar “Amor por Itabuna”.
JOSÉ CARLOS TRINDADE – Por está sendo considerado o pior secretário do “governo” Vane. Este cidadão declarou que a Prefeitura não distribuiria Peixes para o povo pobre de Itabuna e acabou contrariado pela decisão do “prefeito” em manter essa tradição de mais de 30 anos em Itabuna.
CLODOVIL SOARES – Por ter imposto regras prejudiciais para motociclistas, que estão proibidos de estacionarem suas motos na avenida do cinquentenário e cobrar taxas abusivas e outras medidas prejudiciais para os taxistas.
MAJOR FÁBIO – Por não ter feito nada de positivo quando esteve na direção do Presídio de Itabuna.
JAQUES WAGNER – Por não ter feito nenhuma obra em Itabuna e está consolidado como o pior governador na história do Estado da Bahia.
EDIR MACEDO – Por cobrar pedágio dos itabunenses que frequentama Igreja Universal, com esperança de entrar no Reino de Deus.

30 de março de 2013

Blog do Val Cabral Banner_thumb[1]

SEQUESTRARAM O PREFEITO VANE DO RENASCER



A palavra sequestro pode ter vários significados, dentre as quais se destaca a que se refere ao rapto de uma pessoa, e trata-se do ato de privá-la ilicitamente de sua liberdade, mantendo-a em local do qual ela não possa livremente sair. A princípio esta notícia de sequestro do prefeito de Itabuna, Vane do Renascer, deve causar espanto, pois a prática do sequestro é um dos crimes mais hediondo que se comete contra alguém. E se houver dúvidas sobre quem o sequestrou, antecipo a informação de que não foram os comunistas e nem os obreiros da Igreja Universal, embora estes sejam aqueles que estejam mandando e desmandando na prefeitura. Também não foram os pastores, que o impedem de participar de eventos católicos e ocupam cargos de marajá no Poder Executivo Municipal. Nem foram os “fernandistas”, “geraldistas” e “Azevedistas”, que tomaram de assalto os cargos de “vanistas”. É bom salientar que os “vereadores” não podem estar envolvidos neste sequestro do prefeito... até porque a maioria absoluta deles. acaba sendo tão “bonecos de ventríloquos” do alcaide, que o defendem, ardorosamente, sem nem necessitar da sua presença. Os secretários municipais também não estão implicados nesse sumisso do prefeito, pois a maioria não sabe fazer nada de positivo para o povo itabunense. A Marquise não pode ser acusada de nada, pois possui o álibi de não está mais descartando lixo em Itabuna. E nem os raios A e B do presídio teve seus lideres comprometidos nessa ópera-buja, pois nem na cidade estão mais. O rapto do prefeito Claudevane não se trata de um crime e sim da ação iresponsável do indivíduo Vane do Renascer, em cruzar os braços, tapar os ouvidos e fechar os olhos para os problemas que a prefeitura deveria solucionar. Neste caso específico, o referido sequestro teve autor e vítima num mesmo indivíduo. O político Vane do Renascer sequestrou o prefeito Claudevane Moreira Leite e há uns três meses o mantem em cárcere, o impedindo de liberdade de acão. Isto explica o motivo da inércia e marasmo a que a prefeitura está submetida. Com o prefeito sem liberdade para cumprir o que prometeu, quando era apenas candidato e preso à sua própria incapacidade de comandar e discernir, o pressentimento que se tem, é que ele foi sequestrado e que por isso sumiu e ainda não assumiu o governo.

CARTA ABERTA AO JOSÉ CARLOS TRINDADE



Neste momento em que Itabuna convive com a vulnerabilidade a que estão expostas crianças e adolescentes no quesito insegurança, é oportuno falar das crianças que estão sem esperanças, sem sonhos, sem futuro. Perdidas. Outro dia encontrei um garoto embaixo de uma marquise chorando. Ele tinha apenas 12 anos, mas pareceria ter muito mais. O menino era serio, um olhar melancólico, olhos negros e sem brilho. O rosto marcado pela dor e o semblante era triste e envelhecido. Ele narrou que desde muito cedo conheceu as drogas. Vivia entorpecido pelo vicio. Após ouvir as historias e ver a realidade daquela criança que mal podia avaliar a dimensão de seu sofrimento e de todos que o amavam, percebi a cruel realidade: viver em meio as drogas é a mais horrível forma de existir. Imagine as seqüelas que esse tipo de atmosfera produz sobre o ser humano, ainda mais numa criança. Logo se perde a apreciação pela vida, inicia-se um processo de degeneração e de desesperança e por fim, morre-se prematuramente. A vida é sagrada para ser perdida por alucinações. No universo das drogas a realidade é torturante. Algumas pessoas condenam e apontam seus dedos acusadores, não percebem que aquela criança está contaminada, que está doente. Eles não entendem que tomando esse atitude de condenação e indiferença só faz aumentar ainda mais seu sofrimento. Mais que criticas elas precisam de atitudes que possam fortalecê-las, livrá-las e Proteja-las. Hoje ora a Deus: Senhor Deus! Ouve minhas preces, atende meu apelo, toma conta de daquele garoto. Restitui-lhe a liberdade e a luz. Senhor Deus! Ilumina a sociedade para que ela encontre aquele menino e todos que estão perdidos, presos e doentes. Senhor Deus! Sensibilizar e abre os olhos dos homens para que eles ajam e tratem dos viciados e cuide para que outros não se percam, não pereçam e sejam protegidos.

CARTA ABERTA PARA DINALVA MELO



Fico entristecido quando vejo determinadas visões acerca da Educação onde a Escola Pública é tratada com desdém por parte dos que fazem o poder com grande contribuição da sociedade que hoje ainda não conseguiu entender as finalidades do processo educativo como um todo e só pensam na Escola como elemento de uma mera ascensão social ou de colocação de indivíduos no mercado de trabalho. O caráter de Escola Pública, Gratuita e de Qualidade é desprezado pelo mundo político e pela sociedade em geral o que gera o tipo de Escola que aí está moribunda, sem perspectivas e deslocada do sentido real da educação que é contribuir para o crescimento científico da nação e dar oportunidades para que os indivíduos pensem a vida e construam ciência. O sentido produtivo da sociedade e a dinâmica do capital fazem com que só se veja a escola como formadora de futuros operários e não como cidadãos. Exemplo disto são as chamadas Escolas Profissionais que estão diminuindo carga horária de disciplinas formadora do caráter humanístico para colocar em seu lugar disciplinas apenas técnicas o que descaracteriza o papel real da Escola. Outra forma errônea de ver a Escola é dizer que Escola Pública é de má qualidade por que é voltada para pobres e por isso mesmo não dará a seus personagens oportunidades de crescimento ou de aprofundamento de saberes e produção artístico – cultural – social fazendo com que os investimentos sejam pequenos e ineficazes no sentido de formar, dar visões, possibilitar questionamentos, aprofundar conhecimento e fazer ciência. Muitos que administram a Escola Pública ainda têm visão de que seus alunos não podem crescer em conhecimento e limitam o aprofundar científico fazendo com que a Escola Pública não tenha oportunidades de gerar projetos eficazes, desenvolver novas visões de ensino, faça ciência no sentido amplo e seja formadora de conhecimento não apenas para o mundo produtivo, mas para intervenção na sociedade. Nossas Escolas Públicas carecem de mais democracia, os professores e alunos seus principais personagens, pouco ou nunca são ouvidos, as decisões são sempre impostas e ditadas em escritórios longe da realidade da Escola e das expectativas dos que a fazem, pois na Escola todos são educadores e merecem dizer como, onde e porquê o ensino existe e qual a sua finalidade. Há muitos erros na condução da Escola Pública em nossa cidade onde diretores são apadrinhados, professores são humilhados sem pagamento do que preceitua a Lei do Piso e alunos são amontoados nas Escolas sem participação, sem respeito e sem condições mínimas de crescimento tanto intelectualmente como no verdadeiro sentido da cidadania. Nossos personagens das Escolas Públicas merecem respeito, valorização e motivação para crescer não apenas no sentido econômico, mas na condição de cidadão e elemento ativo nas mudanças. É pedir muito?

APERTEM O CINTO, O TRÂNSITO ESTÁ LOUCO E CLODOVIL AINDA NÃO FOI EXONERADO



Fala-se mal do trânsito do Rio de Janeiro, Salvador e de São Paulo, mas estamos chegando lá em termos de maluquice. Aqui ninguém respeita lei, nem o pedestre, nem o motoqueiro, nem o motorista de qualquer tipo de transporte de quatro rodas. Logicamente, há exceções, que são poucas. Aquelas pessoas generosas, educadas e gentis são contabilizadas nos dedos. Em geral, vive-se uma loucura nas ruas e calçadas. Eu ia dizer que se vive na selva, mas até a selva tem mais ordem e organização. Vamos ser bem sinceros: as calçadas estão péssimas, desniveladas e esburacadas, a Prefeitura não cobra, não multa, logo todos fazem o que querem, ou simplesmente, não fazem nada. Em consequência, moradores da cidade caem e se machucam, principalmente, idosos. E aí alguns dizem e eu com isso? Em país de primeiro mundo, o dono da casa é responsável pela sua calçada, qualquer queda, o cidadão machucado entra na justiça e ganha indenização. O Brasil melhora sua economia, mas o respeito ao cidadão ainda está a nos luz da civilidade. Agora o pedestre: atravessa fora da faixa, ziguezagueando e correndo o risco de ser atropelado e morrer. Esse, em geral, é um coitado, pois nenhum motorista respeita. E se morrer, e eu com isso? O motoqueiro: ai, meu Deus, nos proteja... não respeita regra, lei, nada mesmo. Faz o que quer, corre, anda sem capacete, leva na sua moto todo o tipo de objetos, de escadas a cachorros... circula pela direita e esquerda, raramente atrás de carros de forma civilizada, entra pela contramão, anda em cima de calçada, não existe mais sinal de trânsito para eles. Eles atropelam e são atropelados, lotam os hospitais, mas e eu com isso? Finalmente, o motorista de carro. Este se acha mais poderoso dependendo do tamanho do automóvel. Não respeita leis, a faixa de pedestre, os sinais, não dá sinaleira, ou seja, faz o que quer, para no meio da rua ao seu bel prazer, anda na contramão e muito mais, mas eu com isso? Em suma, que cidade é essa? Para ser bela, tem que ser civilizada, organizada e ordeira, além de limpa, amada e paparicada. Ai, que saudades daquele tempo em que as pessoas pelo menos temiam não respeitar as leis. A Secretaria de Trânsito em Itabuna não impõe respeito, seus dirigentes não entendem nada de trânsito e o cidadão nem sabe onde eles se encontram. É sinal de que mudar de dirigentes somente não resolve. Onde estão as campanhas de educação e conscientização, Vane, Clodovil…?