30 de abril de 2014

JOAQUIM BARBOSA MANDA ZÉ GENOÍNO PARA O XADREZ

O José Genoino deve se apresentar amanhã (1º) ao Centro de Internamento e Reeducação (CIR), localizado no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa determinou que Genoino deverá retornar ao presídio no prazo de 24 horas para cumprir a pena de quatro anos e oito meses de prisão em regime semiaberto, definida na Ação Penal 470, processo do mensalão. A decisão de Barbosa foi tomada após resultado de um novo laudo, elaborado por uma junta médica do Hospital Universitário de Brasília (HUB). Os profissionais concluíram que o estado de saúde do ex-parlamentar não é grave. De acordo com decisão de Barbosa, Genoino deverá se apresentar ao presídio no prazo de 24 horas, sob pena de expedição de mandado de prisão. Segundo o presidente do STF, Genoino deve voltar a cumprir a pena no presídio, pois dois laudos, feitos pela junta médica, concluíram que o "quadro clínico do condenado não apresenta a gravidade alegada". Na decisão, Barbosa também destacou que o ex-deputado poderá ser acompanhado pelos médicos de sua escolha e terá garantia de atendimento médico, se precisar. Na defesa apesentada, antes da decisão do presidente do Supremo, o advogado Luiz Fernando Pacheco alegou que Genoino cumpra prisão domiciliar definitiva. De acordo com o advogado, Genoino é portador de cardiopatia grave e não tem condições de cumprir a pena em um presídio, por ser "paciente idoso, vítima de dissecção da aorta". Segundo Pacheco, o sistema penitenciário não tem condições de oferecer tratamento médico adequado.

AUGUSTO CASTRO RECEBE DO EX-PREFEITO DE PRADO

O deputado estadual Augusto Castro (PSDB), tem cada vez mais ampliado seu grupo político e as adesões surgem de todas as partes da Bahia e de políticos e lideranças de diversos partidos. Até comunistas tem manifestado apoio ao parlamentar tucano. É o caso do ex-prefeito de Prado, Jonga Amaral, que decidiu se desfiliar do PC do B e declarar apoio a reeleição do deputado Augusto Castro e ao pré-candidato ao governo do estado Paulo Souto (DEM). Jonga Amaral decidiu se filiar no PSDB. Jonga foi prefeito de Prado de 2009 a 2012, e a sua relação com o PC do B ficou desgastada em 2010, quando ele decidiu apoiar o deputado estadual Ronaldo Carleto (PP), e os comunistas indicaram Wenceslau Júnior (PC do B), não conquistou uma cadeira na Assembleia Legislativa por faltar pouco menos de 30 votos. Previsões assinalam para a possibilidade do deputado Augusto Castro se reeleger com votação de puxar mais um deputado da coligação. 

ATLETAS ITABUNENSES DISPUTAM COMPETIÇÕES IMPORTANTES ESTA SEMANA

As modalidades esportivas são diferentes, mas os atletas Mikéias Bezerra, atual campeão Norte/Nordeste de jiu-jitsu e Isabelly Mendes, bicampeã baiana de maratonas aquáticas estão em busca de um único objetivo: conquistar o título nacional em suas categorias. Pelo Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, que tem início nesta quinta-feira (1º), em Barueri - São Paulo, Mikéias luta na categoria Super Pesado, enquanto a maratonista Isabelly, de 15 anos, retorna as competições piscina neste sábado (3), em Salvador, visando se preparar para o Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas. Para competir, os atletas itabunenses vêm contando com o apoio das Lojas Buriti – Materiais para Construção. O incentivo tem garantido o bom rendimento nas competições, a exemplo de Mikéias, que no início do mês conquistou o Campeonato Norte/Nordeste de jiu-jitsu, em Feira de Santana, e no último final de semana foi o campeão absoluto, faixa preta na 1ª Copa do Descobrimento, realizado em Porto Seguro. Em São Paulo, nos próximos dias 1, 2, 3 e 4, o jovem enfrentará competidores de todo o país em busca do título nacional pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu (CBJJ), na categoria Super Pesado, faixa preta. Na mesma competição realizada no ano passado, o atleta ficou com a terceira posição na categoria peso médio, faixa azul. No caso da maratonista Isabelly, o fomento à prática esportiva tem aumentado o seu desempenho, e aos 15 anos de idade já acumula o título de campeã brasileira e bicampeã baiana na categoria juvenil. Neste sábado (3), em Salvador, a atleta estará participando de uma competição de piscina, com um percurso de 1.500 metros. O objetivo, segundo o técnico Luiz Carlos Santos é melhorar as habilidades técnicas para o Campeonato Brasileiro da modalidade, com travessias de curta distância. “Através das competições de piscinas, Isabelly conseguirá melhorar as técnicas para competições em pequenas distâncias, pois, quanto menor a distância, maior tem que ser a habilidade técnica do nadador para coordenar a prova. A ideia é prepará-la para chegar a última etapa do Brasileiro, quando ela irá disputar uma vaga na seleção brasileira de Maratonas Aquáticas, visando as Olimpíadas de 2016”, revelou Luiz. PRÓXIMOS DESAFIOS - De volta à Bahia, Mikéias já tem uma competição em Teixeira de Freitas, que será realizada nos dias 17 e 18 de maio. Enquanto Isabelly disputará a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro da modalidade aquática, no dia 17 de maio, na cidade de Angra dos Reis - Rio de Janeiro, com o percurso de 10 quilômetros. Por Viviane Cabral – Jornalista.

PARLAMENTAR PEDE INSTALAÇÃO DE UNIDADE DA HEMOBA EM ITABUNA

Diante da importância do serviço prestado pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) no processamento do sangue doado para a produção de hemácias e plaquetas além do Cadastro Nacional de Doadores de Medula Óssea para Transplantes, o deputado estadual Coronel Gilberto Santana (PTN) encaminhou a Secretaria de Saúde da Bahia e a Hemoba indicação requerendo a instalação de uma unidade hemoterápica na cidade de Itabuna. Com cerca de 204.667 habitantes, Itabuna é uma das cidades mais expressivas da região Sul da Bahia, sendo uma valiosa base de serviços públicos essenciais atendendo a população local e de áreas circunvizinhas. Mesmo com tanta potencialidade o município ainda não dispõem de um posto hemoterápico e hematológico para doação, coleta e processamento de sangue. O deputado acredita que com a implantação de uma Unidade da Hemoba em Itabuna, não seria necessário o deslocamento de voluntários e pacientes para as unidades mais próximas que estão situadas nas cidades de: Valença, Jequié, Vitória da Conquista, Itapetinga e Eunápolis, todas com mais de 140km de distância. Segundo o parlamentar “a dificuldade de acesso devido ao longo deslocamento, é a principal barreira para a eficiência deste serviço no município, pois inúmeros pacientes sofrem nos leitos dos hospitais pela falta desta assistência”. Santana aponta, que quando se trata de uma enfermidade relacionada ao sangue, qualquer demora pode custar uma vida. De acordo com a propostas, a cidade receberia uma unidade de coleta e processamento de sangue, entre hemocentro e banco de sangue (Unidade de Coleta e Transfusão – UCT), que atenderia as principais carências hospitalares, além de contribuir para a ampliação do cadastro de doadores de medula óssea.

É DIFÍCIL RESSOCIALIZAR, RECUPERAR E REEDUCAR JOVENS INFRATORES

Visivelmente impactado, o presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministro Joaquim Barbosa, declarou que os jovens infratores internados nas cidades brasileiras vivem em “jaulas”. Considerando o vigor da expressão do ministro (também) presidente do Supremo Tribunal Federal, pode-se considerar “amena” sua declaração, pois é evidente sua indignação com o que está ocorrendo com apreensões de jovens infratores no país. Como bem constata, “a situação nas unidades de internação de menores em todo país é de completa insalubridade e as mesmas não têm condições de permanecer da forma como se encontram”. O presidente do CNJ e do STF esta exigindo mudanças urgentes no sistema.   “Tenho dúvidas se esses menores podem ser recuperados. Na verdade, não acredito que, com essa estrutura, eles possam ser ressocializados. Creio que a violência é fomentada pela realidade dessas unidades”. Este é o quadro. O governo assinala para a possibilidade de melhor o sistema, com reformas e construções de novas unidades. Apesar de algumas mudanças físicas possam ser implantadas sobre um sistema apodrecido conceitualmente, tais alterações, apesar de virem a proporcionar menos sofrimentos aos internados em suas unidades, a ressocialização – que é a questão central – exige bem mais que celas menos insalubres. Ressocializar, recuperar, reeducar têm se transformado em termos vazios quando aplicados à realidade de menores e/ou de maiores apenados. O sistema, como um todo, recuou ao medievalismo. A barbárie tornou-se a prática comum entre as grades, quer seja nas penitenciárias quer seja nas novas denominações usadas para identificar os centros de internação de infratores de todas as idades. Os menores infratores, aqueles que, teoricamente, teriam mais condições de serem recuperados são, certamente, os mais sofridos; posto, desde idade menor, vêm-se sugados pelo caminho sem volta ao serem trancafiados em unidades avançadas de ensino criminal, pois é nisso que são convertidas essas insalubres jaulas – na verdade, apenas a face exposta de um sistema falido.

ITABUNA ESTÁ ENLOUQUECENDO QUEM PILOTA E DIRIGE

Dirigir o seu automóvel hoje em dia, nas ruas de Itabuna, tornou-se um teste de paciência. As ruas são as mesmas do meu tempo de menino, com poucas opções de desvio para você chegar mais rápido onde pretende. E o volume de carros, caminhões, motos, ônibus e até bicicletas é impressionante. A cada mês, esse número é maior, enchendo nossas apertadas ruas de buzinas e motoristas estressados. Levamos um tempão para irmos de um bairro a outro. E se encontrarmos pelo caminho veículo quebrado, ou alguma ocorrência de acidente em litígio, aí, então, a situação fica de enlouquecer. Haja paciência! Os nervos dos motoristas e das motoristas ficam à flor da pele: compromissos assumidos e não cumpridos, filhos esperando ansiosos na porta do colégio, pacientes esperando pelo médico que não chega. E por aí vai. Diariamente, o condutor do seu carro enfrenta uma verdadeira guerra de nervos, enfrentando engarrafamentos gigantescos, discussões acaloradas porque quase batia no outro, buzinas sem motivo como se o outro não andasse porque não quisesse. Esse quadro preocupa boa parte da população que não vê solução imediata para o problema. E como será daqui a apenas 3 anos? Levaremos tempo, muito tempo mesmo para chegarmos ao nosso destino. Assim, torna-se difícil você escapar dessa agitação urbana. Só vejo uma solução: você acionar o seu sinal vermelho e brecar o estresse. O que acontece com o corpo quando você fica tenso ao volante: a adrenalina fica acelerada e diante de uma intranquilidade, de uma batida leve, de uma discussão, de uma espera prolongada no trânsito, as glândulas suprarrenais fazem jorrar a adrenalina, hormônio que provoca as reações que fazem parte do estresse: taquicardias, suores frios, boca seca etc. Com a descarga hormonal, as pupilas se dilatam, os ombros se levantam e a articulação da mandíbula (aquela da mordida) fica travada. Surgem dores na nuca e na coluna. O motorista fica, então, mais ansioso, e tenta fugir do sufoco. Não consegue e entra em pânico muitas vezes. Portanto, é preciso mais do que nunca que você se programe para sair mais cedo de casa e use a paciência mais do que nunca, pois já houve quem dissesse que a paciência é a mais heroica das virtudes. Ande no seu carro ouvindo uma boa música e tente relaxar, caso não consiga solucionar o problema com rapidez. A sabedoria está em termos paciência, calma, para dar solução aos fatos que vão acontecendo.

CHEGA DA BAHIA NOS DEIXANDO NA ORFANDADE

Olá divididos leitores do blog. É assunto corrente entre os políticos deste estado a proposta de criação da Bahia do Sul, cidades como: Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro, Eunapolis e Teixeira de Freitas, já andam se cacifando para ser a sede administrativa do novo Estado. É visível que algumas regiões do estado são totalmente desasistidas pelo governo estadual, e a divisão em tése, poderia ser uma boa saída para tirá-las do isolamento. Sabemos das inúmeras dificuldades da Bahia, como também sabemos que muitos políticos estão de olho nesta divisão, não só para ver os municípios e o futuro estado se desenvolverem, mas para porem em prática seus projetos pessoais de afirmação na busca pelo poder. Neste contexto, não podemos deixar que excluam o povo, que é o maior patrimônio destaparta da Bahia. Se houver alguma movimentação em prol do novo estado, o povo terá que decidir, só ele tem a autoridade para definir os rumos da terra do Descobrimentodo Brasil, e não meia dúzia de sangue-sugas, que estão aí posando de salvadores da pátria, só para se dar bem. Somos favoráveis a criação do Novo Estado,pois o sul e Extremosul da Bahia sempre foram tratados como “patinhos feios da Bahia” e porque sabemos das vantagens que esta divisão poderá viabilizar de progresso e melhoria de qualidade de vida para a população dos sulbaianos. Houve época emque apenas o sul da Bahia correspondia a 60% de toda a economia do Estado da Bahiae nesta época a regiãojá era órfã dasverbas e obras governamentais. Atualmente são apenas 3%os índices sulbaianos na economia baiana. E estamos tão abandonados quanto antes. 

NEM A PRINCIPAL AVENIDA DE DE ITABUNA ESTÁ LIVRE DOS BANDIDOS

Ninguém deve pegar o que é do outro. A velha lição passada de geração em geração parece não ter mais força diante do boletim de ocorrência da Delegacia de Polícia em nossa cidade. O sétimo mandamento da Lei de Deus, não roubarás, é descumprido todos os dias em Itabuna, com uma média de oito ocorrências registradas por plantão de 24 horas. Isto sem levar em consideração a incontável quantidade de casos em que as vítimas nem procuram a polícia por não acreditarem mais no aparato de segurança pública. Quando tranca todo o patrimônio, o cidadão é vítima de arrombamento. Quando sai na rua, sofre um assalto à mão armada. A sensação de insegurança está por toda a parte. Não adianta o comando da polícia fazer seus agentes se redobrarem no serviço, ciar grupos especiais de policiais e desfilar viaturas na rua se o policiamento ostensivo não é eficiente, se falta efetivo policial ou se as investigações não avançam. O povo itabunense está com medo. Não é à toa. A Avenida do Cinquentenário, no centro da cidade, tornou-se um dos alvos preferidos dos ladrões, assaltantes e arrombadores. A avenida ostenta todo um charme particular, ladeado por algumas das principais lojas de Itabuna, lojas lotéricas, bancos, prédios de escritório e até restaurantes. Um prato cheio para os larápios, principalmente quando chega a calada da noite e tudo fica desabitado. “como é que a polícia pode deixar essa Avenida, que é a principal da cidade, tão abandonada?”, questiona uma empresária, que teve a loja arrombada no último feriadão e pediu para não ser identificada. No local, é difícil encontrar alguém que nunca sofreu ou viu um assalto à mão armada. Só em uma loja de confecções foram sete assaltos este ano. O taxista Alexandre Ferreira faz ponto próximo à praça Adami e diz estar assustado com tantos ataques. “O pior é que a gente nem vê, eles são tão rápidos que a gente não sabe nem o que está acontecendo, não percebe e só vem saber da notícia depois que eles foram embora”.

29 de abril de 2014

UMA HISTÓRIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA INFANTO-JUVENIL

Aos nove anos de idade, as crianças costumam ter medo de monstros, que permeiam a imaginação infantil, principalmente, depois de uma sessão de filme de terror ou ao apagar das luzes. Mas o monstro que atormentava o jovem W.S.A. era real e vivia sob o mesmo teto que ele. Na voz, o sentimento de revolta do jovem, hoje com 20 anos, devido aos abusos cometidos pelo filho da madrasta, à época um adolescente de 14 anos, é explícito. “Quando se é abusado por alguém que você conhece e está bem próximo, o medo é bem maior, você passa a viver sob um domínio maligno. Ele, para mim, era um monstro e eu tinha medo de contar para alguém porque era ameaçado de morte, inclusive, ele estudava na mesma escola que eu e tinha várias amizades, muitas delas com pessoas erradas, que poderiam fazer algo comigo se ele ordenasse”, relata o garoto. As sessões de terror eram minuciosamente planejadas pelo agressor. “Quando a mãe dele saía para trabalhar, ele pedia para ficar em casa, sozinho comigo, ou seja, fez todo um círculo para poder me trancar. Isso me dava uma grande tristeza, porque eu estava na minha casa, a casa de meu pai, e tinha que passar por tudo aquilo”, lembra. W. revela que, por conta dos abusos, tornou-se uma criança introvertida, não gostava de sair e tinha perdido até o interesse pelos estudos. Hoje em dia, não tem medo e nem vergonha de falar para a família o que aconteceu. No entanto, por medo, não denunciou o agressor, que foi morar em São Paulo e nunca mais voltou. À mãe biológica, que sofre de esquizofrenia, o jovem implorou para que não fizesse denúncia. “Sempre fica uma cicatriz, mas eu quero é esquecer o passado, com o tempo”, testemunha ele, que diz se solidarizar quando vê no noticiário casos de crianças e adolescentes sofrendo abusos ou sendo sendo explorados. 

QUANDO O SINDICATO É UM PÉSSIMO EXEMPLO PARA SUA CATEGORIA

Toda classe trabalhadora deve ter em seu sindicato, a representação oficial dos seus anseios e defesa dos seus direitos. É assim em todos os seguimentos de trabalhadores. Mas há excessões. Justamente numa categoria que propaga esses conceitos, a cartilha parece ser lida em braile. Ninguém ver suas causas e efeitos. Referindo-me ao Sindicato dos Radialistas. Morimbundo. Asfixiado pela orfandade a que foi submetido por seus diretores, o Sindicato dos Radialistas de Itabuna agoniza numa sala abandonada, sem computador, sem impressora, sem secretária, sem eira e nem beirta. Algo tal um dinossauro. Fictício. Inútil. Sub-utilizado. Relegado ao ostracismo. Judiado. Esperando que alguém o tire do submerso mundo do inativo e insignificante. Ficam os radialistas impertinentes à crítica de sindicatos que não defendem seus associados. E deixa mudo quem tem voz e prega no meio do deserto. Quero aqui reivindicar tolerância para todos que necessitam do Sindicato dos Radialistas de Itabuna e ressaltar que sua mudez é circunstancial e que logo ele estará ativo, altivo e contribuindo para que Itabuna volte a ter em sua história, a referência de celeiro do que há de melhor no rádio da Bahia. FRANCamente falando, estamos fracos, morimbundos, mas não estamos mortos!

ELIANA CALMON RECEBE PRÊMIO DA ONU HOJE

Secretária-geral do comitê da Organização das Nações Unidas (ONU) que monitora e aponta soluções para a violência urbana na América Latina, a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, será homenageada nesta terça-feira (29) por ocasião da Assembleia Geral do Comitê que se realizará em Salvador. O encontro ocorrerá segunda e terça-feira, (28 e 29 de abril) no hotel Bahia Othon Palace, em Ondina. Nesta terça-feira será realizado um evento às 11h, no qual será homenageada a ex-ministra. Na ocasião, estará presente a ex-senadora Marina Silva, presidente da Rede Solidariedade e pré-candidata a vice-presidência da República pelo PSB. O Comitê Permanente da América Latina para a Prevenção do Crime da ONU foi instalado em outubro e é presidido pelo vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. O comitê trabalha para mapear as tendências comuns no fluxo de criminalidade nas diferentes regiões da América Latina e identificar o impacto da violência na família e na comunidade. Além disso, analisa os efeitos da tecnologia na segurança da população, ao mesmo tempo que prepara recomendação de apoio técnico e financeiro às melhores práticas institucionais de combate ao crime. Entre outras missões do comitê, está o de avaliar o índice de confiança da população em relação às autoridades policiais e sugerir mecanismos de pacificação para superar os riscos cotidianos que alimentam sentimentos de medo e vulnerabilidade.

DENUNCIADO EM SALVADOR SUCATEAMENTO DA POLICIA FEDERAL

As manifestações dos escrivães, papiloscopistas e agentes da Polícia Federal continuam pelo país. De acordo com a categoria em Salvador, o movimento é para "denunciar o sucateamento intencional da PF e sua instrumentalização política pelo PT". O comboio do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi travado por uma delas na manhã de quinta-feira, no caminho do aeroporto de Salvador; e o clima ficou tenso entre os agentes e os motociclistas do Exército que faziam a escolta oficial. Em Belo Horizonte, no último dia 10, policiais federais participaram de uma audiência pública na Assembleia Legislativa local (AL-MG) e nenhum dos representantes do governo federal convidados apareceu para discutir o problema. “O governo não quer realmente implantar um modelo eficiente porque aí o combate à corrupção seria muito mais efetivo. É interessante para o governo manter a Segurança Pública do jeito que está: nada funcionando.Tem um ano e meio que a gente tenta conversar com a presidente Dilma e ela não quer nos receber. Ela coloca pessoas para conversar com a gente, pessoas que não decidem, não entendem o que a gente está falando efetivamente. E simplesmente vão empurrando com a barriga, porque eles não estão sendo prejudicados com o caos da Segurança Pública”, disse o presidente do Sindicato dos Policiais Federais, Rodrigo Porto.

SISTEMA CARCERÁRIO TEM DIFICULDADE DE APLICAR REGRAS PARA PRESOS LGTB

Uma resolução do Conselho Nacional do Combate à Discriminação definiu novos parâmetros de acolhimento à população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) em unidades prisionais do país. Uso do nome social, espaço de vivência específico, manutenção do cabelo e direito à visita íntima são alguns dos aspectos destacados pelo documento. Embora as novas regras tenham sido publicadas no Diário Oficial da União do último dia 17, os desafios já existentes no sistema prisional dificultam a implementação das normas. "A partir de agora, ela passa a ser exigida. Ela não se mostra autoaplicável. Com a lotação acima da capacidade das unidades, fica difícil destinar espaços de vivência específicos (celas e espaço de convivência)", afirmou o promotor de execução penal Edmundo Filho, ao jornal A Tarde. Segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), havia 4.239 internos em unidades da capital na sexta-feira (24). A capacidade, no entanto, é para 3.754, o que gera um excedente de 485 detentos (13%). No interior do estado, a situação é pior: 12.231 internos para 8.443 vagas, o que deixa o sistema com 3.788 pessoas a mais (45%). A Seap informou que não tem estatísticas da porcentagem LGBT da população carcerária. De acordo com a coordenadora LGBT da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Paulett Furacão, durante visitas feitas a sete unidades no ano passado, 50 internos (as) se declararam pertencentes ao grupo. "Às vezes, não querem se expor para não sofrer nenhum tipo de violência", comenta. Segundo a resolução, a transferência da pessoa presa para o espaço de vivência específico LGBT fica "condicionada à sua expressa manifestação de vontade"

28 de abril de 2014

NÃO VOTO EM CANDIDATO SÓ PORQUE ELE “É DA TERRA”

Tenho ouvido e lido alguns colegas comunicadores itabunenses, defenderem a ideia de se votar em candidatos que sejam da terra. Sem ressaltarem o comprometimento que eles devem ter com seus redutos eleitorais e de se fazerem dignos da confiança recebida. Alguns propagam esta proposta com a convicção ideológica, de que políticos locais são mais conhecedores dos nossos problemas e como consequência, possuem melhores condições de solucioná-los. Sabemos quem eles são e onde eles moram. Assim fica mais fácil exigir coerência e maior atuação de quem ajudamos a eleger. Entretanto, existem o fato de que “toda as regras tem suas exceções” e aí reside a possibilidade de alguns profissionais da imprensa estarem sendo manipulados e pagos, para beneficiar candidaturas que são locais, mas completamente desassociadas do compromisso de atuar por seus conterrâneos. Neste perfil estão radialistas jabazeiros, que até indicam a opção do deputado Geraldo Simões, que está em seu segunhdo mandato, sem contudo ter viabilizado nenhuma verba e obra para Itabuna. É pertinente salientar, que cada congressista possui a prerrogativa de apontar investimentos em montante de 13 milhões de reias para as cidades onde ele é votado. E Itabuna contribuiu com quase metade dos votos obtidos por Geraldo, que não fez e nem faz nada pela cidade. Seus investimentos em Itabuna, se resumem a compras de votos e apoios de lideranças pelegas. Suas ações se restringem a conseguir nomeações para cargos comissionados nos governso da União e do Estado, que são distribuídos para cabos eleitorais,parentes e aderentes. Nada mais. Até um escritório de mandato, que ele instalou na avenida Fernando Cordier, encontra-se desativado. E estes fatos nos fazem rever este conceito de “voto no candidato da terra”! Para que eleger alguém de Itabuna, que resulatrá em deputado federal mascate de emendas parlamentares, ficha suja, ladrão e que vota contra aposentados, empregadas domésticas, taxistas, policiais, servidores públicos federaise se recusa a votar a favor de CPIs contra a corrupção. Por estas razões e fatos, é que pondero a respeito desta campanha de se “votar em candidato da terra”!. Sou sim favorávela se votar em políticos da cidade da gente. Mas que estes candidatos não sejam inúteis e bandidos do colarinho branco,como é o caso do deputado corrupto e imprestável Geraldo Simões. 

LULA DECLARA QUE MENSALEIROS NÃO ERAM DA SUA CONFIANÇA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou, em entrevista a uma rede de TV portuguesa, ter mantido, durante seu governo, relação próxima com qualquer um dos condenados no julgamento do mensalão. Entre os presos, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), estão o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-presidente nacional do partido José Genoíno e o seu ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que atuou no Planalto entre 2003 e 2005, primeiros anos da administração petista. "Não se trata de gente da minha confiança. Tem companheiro do PT preso. E eu também não vou ficar discutindo a decisão da Suprema Corte. O que eu acho é que essa história vai ser recontada", insinuou. A declaração foi divulgada no domingo (27), pela emissora RTP. Ao canal de televisão, Lula disse ainda que o processo – iniciado após a revelação do esquema de compra de apoio político no Congresso – teve “80” de viés político”. “COISA DE LOUCO”, DIZ MINISTRO SOBRE DECLARAÇÃO DE LULA - “É troço de louco”. Foi assim que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, espantosamente recebeu a declaração feita por Luiz Inácio Lula da Silva a uma TV portuguesa, ao dizer que 80% do mensalão era questão política. O ministro ficou atônito e até perguntou “como ele tarifou isto?” Por Marco Aurélio, vê-se como foram recebidas no STF as declarações feitas na entrevista do ex-presidente, que disse, também, que os 20% restantes eram questões jurídicas. Marco Aurélio afirmou esperar que a sociedade não entenda tais declarações como corretas e, mais ainda, que, no seu entendimento, “trata-se de um direito que Lula tem de espernear.”

NOVO LAUDO REFORÇA QUE GENOÍNO NÃO PRECISA DE PRISÃO DOMICILIAR

Um laudo médico assinado por cardiologistas da Universidade de Brasília (UnB) assegurou que, atualmente, não há motivos para que o ex-presidente do PT e ex-deputado José Genoino (SP) seja submetido à prisão domiciliar. Segundo documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na última terça (22), o quadro clínico do condenado do mensalão está “plenamente estabilizado”. Em novembro, médicos da UnB já haviam garantido que o ex-deputado podia cumprir pena no presídio. A reavaliação foi feita a pedido do presidente do STF, Joaquim Barbosa, que aguardava o laudo para decidir se autorizava o cumprimento da pena de Genoino em casa. “Encontra-se o quadro clínico plenamente estabilizado, não se podendo julgar sobre risco mórbido presuntivo, o qual depende de fatores os mais diversos, como próprios de muitas condições médicas", destacou o novo laudo médico ao descrever a situação do petista. Condenado no julgamento do mensalão, o deputado, que tem problemas cardíacos, foi preso em novembro do ano passado e levado para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para cumprir pena em regime semiaberto. No presídio, ele passou mal e obteve o direito a cumprir temporariamente a pena de 4 anos e 8 meses de prisão em casa.

LÍDICE QUER ATRAIR OS “DESENCANTADOS”

A pré-candidata ao governo, senadora Lídice da Mata (PSB) elevou o tom de seu discurso de pré-campanha ao participar nesse final de semana de um encontro com lideranças e militantes do PSB de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Lídice destacou a possibilidade de agregar apoios de eleitores que não mais acreditam no projeto do PT. Ela mirou também nos democratas ao dizer que parte da população “não quer a volta do passado”.  Na expectativa de receber esta semana na Bahia, o pré-candidato a presidência da República e presidente do seu partido, Eduardo Campos, a senadora incorporou um discurso mais crítico. “De um lado vamos ter Paulo Souto com sua tropa do ‘estamos de volta, outra vez’. Do outro vem Rui Costa com sua máquina que vai tentar passar por cima de nós e, no meio, vai ter o PSB, com seu projeto de via alternativa, que vai ser seguido por todos aqueles que estão desencantados com o PT e os que não querem de volta a velha política”, afirmou. A líder socialista também reagiu a supostos questionamentos de que fez parte do governo petista até pouco tempo e lembrou que eleitoralmente cedeu muitas vezes ao PT, anulando o seu próprio projeto. “Eu não sou ingrata com quem me apoiou, mas o povo sabe que eu também apoiei o PT várias vezes. Mas o projeto do PT não é coletivo. O projeto é de um grupo do partido em cada município”, disse. Ainda conforme Lídice, o seu nome nunca chegou a ser seriamente analisado pelo PT e que o fato de Campos ter saído candidato à Presidência serviu como argumento para que seu nome fosse descartado. Lídice destacou as propostas para a RMS, em seu plano de governo. Segundo ela, será dada “grande importância” aos pleitos da região que é a mais industrializada do estado, em função da instalação do Polo Petroquímico de Camaçari.

SEIS PRESOS SÃO MORTOS EM REBELIÃO HOJE EM EUNÁPOLIS

Seis presos morreram durante arebelião realizada no Conjunto Penal de Eunápolis, nesta segunda-feira (28). Iniciada por volta de 9h30, a situação foi controlada por volta de 17h. Os detentos colocaram fogo em colchões e quebraram as celas. O motim envolveu 341 internos do pavilhão A, que comporta presos provisórios. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado da Bahia (Seap), a rebelião resultou do desagrado de internos perante a revista que faz parte de um processo periódico de manutenção da ordem e da segurança das unidades.Os internos que estavam no pátio da unidade, aguardando o fim da revista, agrediram os agentes e policiais militares que davam apoio ao procedimento, de acordo com a secretaria. Os detentos também arremessaram pedras e artefatos na equipe. No confronto com a Polícia Militar, um interno foi ferido na perna e atendido pelo serviço médico da unidade. Segundo a Seap, os internos que lideraram o motim aproveitaram a oportunidade de desordem para assassinar os seis colegas e ferir outros sete. Em nota, a Seap lamenta a morte dos presos e informa que já solicitou a realização da perícia por parte do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A investigação das mortes ficará sob responsabilidade da Delegacia de Polícia local.Em virtude da destruição das celas, alguns internos serão transferidos e outros remanejados até que seja feita a reforma da unidade. Durante a rebelião, familiares permaneceram do lado do conjunto penal aguardando notícias sobre os presos. Por conta da violência dos internos, a unidade precisou pedir reforço a Companhia Independente de Policiamento Especializado Mata Atlântica (Caema) para controlar a situação. Durante a rebelião, a Seap também contou com o apoio do 8º Batalhão de Porto Seguro, da 7ª Companhia de Eunápolis, e do 13º Batalhão de Teixeira de Freitas.

FALTA DE PAGAMENTOS PARA MÉDICOS FECHA UPA EM SALVADOR

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Escada, Subúrbio Ferroviário de Salvador, foi encontrada fechada nesta segunda-feira (28) pelo morador Leandro Silva. Ele levou a mãe, Antonia Santos, com crise de falta de ar ao posto de saúde, mas deu de cara com a porta trancada. O fato é motivado por uma paralisação de médicos que atendem no local, de responsabilidade do estado, na região metropolitana de Salvador. Os profissionais alegam atraso de salários do mês de março e o não cumprimento de acordos firmados . Desde este sábado (26), eles decidiram manter o atendimento restrito à população. Só atendem casos com risco vermelho, ou seja, emergência. Em nota enviada à redação, eles informaram que a paralisação do serviço já foi encaminhada ao Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb) e ao Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed). Os médicos também acusam a administração de querer substituir a equipe, à revelia dos profissionais com salários atrasados, como forma de restabelecer o atendimento na unidade. Ainda segundo relato da equipe médica, parte dos funcionarios, o que inclui enfermeiros, também estão sem receber vencimentos e vale-transporte há um mês. Eles também informaram que, quando aberta, os pacientes chegavam a ficar 12 horas na unidade à espera de atendimento.

AZEVEDO PODE “JOGAR ESTRUME NO VENTILADOR DE GERALDO E DAVIDSON

O ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo está anunciando que poderá se candidar ao cargo de deputado federal, em outubro próximo. Ele tem viajado bastante com este propósito e imagem revelam suas participações em diversos eventos de Paulo Souto (DEM) e Geddel Vieira Lima (PMDB), que estão acontecendo em cidades baianas. Pesquisas apontam que ele lidera índices de aceitação em Itabuna (onde a perspectiva é que ele obtenha mais de 35 mil votos) e algumas outras cidades do sul da Bahia. Essa notícia pode não resultar em vitória para Azevedo, mas deve estar provocando insônia para Geraldo Simões (PT) e Davidson Magalhães (PC do B). Ambos perdem muito com a candidatura do ex-prefeito de Itabuna. Há previsões de que as perdas são de mais de 10 mil votos para o petista e de mais de 5 mil votos para o comunista. E estes números são fatais para as pretensões de quem pode perder por algumas centenas de votos. Isto faz Geraldo e Davidosn estarem empenhados e torcendo bastante, para que a Justiça Eleitoral indefira o registro de candidatura do Capitão Azevedo, cujas contas foram reprovadas pela Câmara e como consequência sua alternativa de ser eleito, inicialmente dependa de uma liminar, que pode ser deferida, ou não. Portanto, até as Convenções as apreensões serão calafrias para quem não quer Azevedo como concorrente. Com a liberação para disputar o pleito, Azevedo estará pavimentando o cauvário a que Geraldo e Davidson estarão submetidos e que poderá os fazer amargar o vel do cálice em que Pilatos teve suas mãos lavadas e enxaguadas. 

VANE PRECISA VOLTAR A TER HUMILDADE

Recentemente uma conversa que tive com o prefeito Claudevane Leite (PRB), me causou perplexidade. Ele contrapôs minhas criticas ao seu governo, com a alegação de que sua administração estava avançando em todos os setores, com excessão à Saúde. Ressaltei que este argumento não me convenceria e reconhecia no contra-ponto, que ele também não acreditaria em meus argumentos. No meio do impasse, o solicitei que não perdesse o que sempre acreditei ser sua maior virtude, que é a humildade. Vane não poder acreditar no engododeque seu governo avançou em quase todos os setores. Sua opção em só nomear amigos, correligionários e aderentes, está resultando em qualidade pífia nos serviços da Prefeitura. Vane não cumpriu sua promessa de compor seu governo com nomes técnicos e reconhecidamentre qualificados para os cargos. Até sua secretária de Educação, Dinalva Melo, cujo curriculum é excepcional, decepciona. O setor está muito aquém do que era antes de Dinalva. Vane não monitora ações e nem cobra metas dos seus secretários,diretores e coordenadores. Este fato deixa a Prefeitura como “casa da mãe Joana”, onde ninguém manda e impera a desordem. Vane permite ingerências e isto causa desarmonia e desmotivação. Vane não impõe respeito aos seus comandados. E deixa o “barco navegar ao sabor do vento”! Nesse contexto, o barco pode rumar ao norte, ou ao sul e até ir ápique. Mas Vane pode mudar isso tudo. Ele pode voltar a ter a humildade de reconhecer que a rota deve redirecionada e admitindo isso, dizer que “está se esforçando muito, para avançar em todos os setores da Prefeitura”! Agindo e falando assim, ele poderar voltar a contar com a aceitação da maioria do povo de Itabuna. 

O PT DÁ MOLE PRA PARTE DA DITADURA

Quando vocês veem o PT por aí a promover a demonização do Regime Militar, é pura conversa mole. Não se trata de convicção. É só oportunismo. Basta observar com quem o PT está governando o país e alguns estados. Caciques dos militares de outrora estão nos palanques dos petistas atualmente. Sarney, Maluf, Renan, Collor, César Borges, Oto Alencar e até a turma de Edir Macedo. Muitos familiares de pessoas que foram perseguidas, presas, torturadas e mortas pelos generais, com conivência de civis, estão inconformadas com a adesão desses algozes no governo e no palanque de quem deveria os processar, condenar e colocar na cadeia por muitos anos. Para milhares de esquerdistas, socialistas e comunistas, deve ser um tormento ver Sarney, Maluf, Collor, César Borges e Oto Alencar macumunados com os petistas e aseus aliados esquerdistas, comunistas e socialistas. Essa mistura de gatos e ratos esconde interesses escusos e inconfessáveis de ambas as partes. O que está em jogo é o domínio de Poder. E na estória dessa gente vilã, onde a hipocrisia e a corrupção se associam aos espertalhhões de plantão, estão as vítimas em forma de pessoas que acreditaram na lisura das intensões e não perceberam as pretensões maquiavélicas de “heróis’ como José Dirceu, José Genoíno, Luiz Inácio Lula da Silva,Dilma Rousseff e seus cúmplices de direita e de esquerda.

NASA PREVÊ O FIM DA CIVILIZAÇÃO

Um estudo do centro de Vôo Espacial Goddard da NASA, retransmitida pela RTBF [grupo de mídia belga], explica que a civilização como a conhecemos hoje poderá desaparecer nas próximas décadas devido a problemas de gestão dos recursos naturais e a má distribuição da riqueza. O estudo é baseado em uma nova ferramenta de análise, chamado Handy (Human and NAture DYnamical, ou Dinâmica Humana e da Natureza), desenvolvida pelo matemático Safa Motesharrei do Centro Nacional de Síntese Socioambiental. O estudo foi publicado na revista Elsevier Journal Ecological Economics. Ao estudar a história das civilizações, os pesquisadores destacaram as razões que contribuíram para sua queda, seja dos Maias ou mesmo do Império Romano. Uma série de fatores ligados entre si deve ser levada em conta, entre elas clima, população, água, agricultura ou ainda energia. De acordo com a RTBF, Safa Motesharri e seus colegas explicam que existem dois cenários possíveis para o homem do século XXI. O primeiro seria a redução, pela fome, das populações mais pobres. “Nesse caso, a destruição do nosso mundo não seria por razões climáicas, mas devido ao desaparecimento dos trabalhadores”, ressalta o site de notícias belga. “O segundo cenário de catástrofe é baseado no sobreconsumo de recursos, que levaria a um declínio das populações mais pobres, seguido pelo declínio, em um segundo momento, das populações mais ricas”, acrescenta. Chama atenção, de acordo com os pesquisadores, que muitos impérios desapareceram principalmente por causa da cegueira das elites que, até o fim, acreditaram estar protegidas e se recusaram a reformar o seu sistema de convivência social. Se esses cenários parecem difíceis de evitar , os cientistas destacam a necessidade urgente de “reduzir as desigualdades econômicas a fim de assegurar uma distribuição mais justa dos recursos e de reduzir significativamente seu consumo, baseando-se em recursos renováveis menos intensivos e num crescimento populacional menor.” * Original disponível em http://bigbrowser.blog.lemonde.fr/2014/03/18/selon-une-etude-la-nasa-prevoit-la-fin-de-la-civilisation/* texto traduzido por Tiago Spengler

27 de abril de 2014

AUGUSTO CASTRO REAFIRMA COMPROMISSO COM COARACI

“O deputado Augusto Castro é um politico atuante, que desenvolve projetos importantes, e é disso que precisamos, e é por isso que ele tem nosso apoio,” disse o líder comunitário e ex-prefeito de Coaraci, Guima, ratificando apoio ao parlamentar, durante reunião ocorrida recentemente e que contou com as presenças do filho dele Jadson Albano Galvão, que foi candidato a prefeito; do presidente da Câmara Municipal – vereador Rosival Carvalho, da vereadora Rúbia Soraia Nascimento Santos e do vereador Neto da Colina. Várias lideranças e moradores de Coaraci e distritos adjacentes participaram da conversa, na qual o deputado falou sobre vários de seus projetos que já foram concretizados e dos que estão sendo realizados e de projetos futuros. Augusto Castro continua insistindo para que o governo do Estado invista em Coaraci. “Como em Itabuna, o complexo policial de Coaraci também precisa de reformas”, destacou o deputado, acrescentando que as estradas que ligam a cidade a Ibicaraí e a Itajuípe também precisam de asfalto, já solicitado por ele ao governo através de Indicação. Jadson Albano Galvão enfatizou que dentre os deputados que representam a região cacaueiras na Assembleia Legislativa, Augusto Castro é que tem se destacado pela dedicação à política, sempre desenvolvendo muitos trabalhos em prol de Coaraci e de outras cidades do estado. O líder da Câmara Municipal de Coaracio, vereador Rosival Carvalho, enfatizou que Augusto Castro apoio político, ressaltando que sua escolha se deu por acreditar no trabalho do parlamentar e pelos projetos que ele já viabilizou para a cidade e região sulbaiana. “Para apresentar aos eleitores que votaram em mim, procurei uma pessoa que tivesse trabalho prestado em nossa região e é por isso que estamos recebendo os amigos e o deputado Augusto Castro, para firmar o compromisso de apoiar quem trabalha”, afirmou. O deputado agradeceu pela confiança depositada e mais uma vez se colocou a disposição da comunidade de Coaraci. “Agradeço a cada um de vocês, em especial, ao nosso amigo Guima e reafirmo aqui meu compromisso com essa comunidade de continuar lutando para garantir todas as melhorias que ainda são necessárias,” afirmou.

PARTIDO DE GEDDEL É QUE TEM MAIS FILIADOS NO BRASIL

O Brasil tem 15.329.230 de cidadãos filiados a partidos políticos. O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) é a sigla com o maior número de filiações, com 2.356.091 (15,36% do total). Em seguida, vem o Partido dos Trabalhadores (PT), com 1.590.304 (10,37%) inscritos. As relações atualizadas de filiados, informadas pelas legendas, já podem ser consultadas no sistema Filiaweb da Justiça Eleitoral. O Brasil tem 32 partidos com registro deferido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A filiação é uma das exigências para se concorrer às Eleições Gerais de 2014. As siglas com menos filiados são o Partido da Causa Operária (PCO), com 2.658 inscritos (0,017%), e o Partido Ecológico Nacional (PEN), com 10.994 filiações (0,071%). A legislação estipula que os partidos devem encaminhar à Justiça Eleitoral listas atualizadas de seus filiados sempre nos meses de abril e outubro de cada ano. Em outubro de 2013, o Brasil possuía 15.264.775 eleitores filiados a partidos políticos. A Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096/1995) estabelece que as relações devem conter a data de filiação e o número dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados estiverem inscritos. As informações devem ser disponibilizadas todos os anos para a Justiça Eleitoral pelos próprios partidos, por meio do sistema Filiaweb, aplicativo que permite a interação on-line com o Sistema de Filiação Partidária. De 15 a 21 de abril, o TSE procedeu à identificação das duplicidades de filiação partidária, isto é, verificou as pessoas  que figuravam no sistema como ligadas a mais de uma legenda.

TEM GENTE QUE NEM PARECE GENTE

As praças em Itabuna tem se tornado moradia para dezenas de pessoas desempregadas e esfomeadas. Quem nunca passou por uma praça na cidade de Itabuna e não se deparou com moradores de rua, infelizmente não vive a realidade, vive um sonho. Vivemos uma rotina constante dia após dia, alguns vão para a escola, outros para o trabalho; mas todos ao surgir da noite voltam para suas aconchegantes casas e recarregam suas energias ao lado de seus entes queridos, podendo assim ter força para enfrentar os devaneios da vida… E se parássemos para pensar em como seria se não tivéssemos casa. Como teríamos uma vida, um caminho trilhado se não tivéssemos uma base para encubarmos nossos sonhos e nossas atitudes? Essa realidade é lastimável, mas pior do que ela é a inercia dos seres humanos que descartam a opção de muda-la, os mesmos que se fecham todas as noites em suas bolhas, deixando os problemas da rua, na rua, culpando quem mora nela pelo erro de não terem uma bolha onde possam se encubar. Atualmente, nas ruas itabunenses vivem dezenas de pessoas, sendo elas crianças, jovens, adultos e idosos que acabam por ter a rua como ultima opção de vida. Mas o que leva uma pessoa em sã consciência a abandonar seu suposto lar para viver sem estabilidade nenhuma? Será que o senso de aventura dessas pessoas é apurado demais ou seus problemas fogem tanto da inercia humana que nem o aconchego do lar e sua bolha fraternal conseguem solucionar? O fato é que a verdade é deprimente, mas tem que ser dita., quando as estruturas necessárias para uma boa convivência social falham e os problemas do individuo se tornam vistos sem solução a ultima opção que o mesmo tem é de se entregar ao mundo e se entregar ao problema já que a esperança não existe mais.

ELEITOR PODE TIRAR TÍTULO ATÉ 7 DE MAIO

O eleitor que pretende tirar o título pela primeira vez ou pedir a transferência do documento para outro estado tem até o dia 7 de maio para fazer os pedidos à Justiça Eleitoral. O prazo também vale para pessoas com deficiência solicitarem transferência para seções adaptadas. O primeiro turno das eleições será no dia 5 de outubro. Para resolver as pendências, basta procurar o cartório eleitoral mais próximo. Para quem vai tirar o título pela primeira vez, é preciso levar documento oficial com foto, comprovante de residência e certificado de quitação do serviço militar, no caso dos homens, maiores de 18 anos. Para transferir o domicílio eleitoral para outra cidade, o eleitor deve apresentar um documento oficial de identificação com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência. Algumas regras também devem ser observadas, como não ter pendências com a Justiça Eleitoral, morar no endereço atual há mais de três meses, ter tirado o primeiro título ou ter feito a última transferência do documento há pelo menos um ano. No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também é possível fazer o pré-atendimento, até o dia 2 de maio, antes de procurar os cartórios. O eleitor pode acessar a página Título Net, do TSE, ferramenta disponível para agilizar atendimento final, feito nos cartórios eleitorais. Após preencher os campos de identificação, o usuário deve comparecer ao cartório com a documentação exigida para concluir o atendimento e receber o documento.

DILMA MENTE AO DIZER QUE OBRAS PARA A COPA ESTÃO OK

Questionada sobre os atrasos em relação à Copa do Mundo, a presidente Dilma Rousseff  deu uma escorregada. Faltando hoje 47 dias para o Mundial, Dilma afirmou ontem que o governo fez sua parte e que as obras estão prontas. “Nós fizemos a nossa parte. Os estádios estão prontos, os aeroportos estão prontos. Eu não tenho dúvida de que, tanto fora de campo como dentro de campo, nós vamos mostrar a força do nosso país”, disse a presidente em entrevista a rádios do Pará, onde voltou a afirmar que o Brasil fará a “Copa das Copas”. Com o Mundial começando dia 12 de junho, uma série de obras não estão concluídas, outras foram adiadas ou canceladas. Em visita ao Brasil nesta semana, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse que o país não tem nenhum segundo a perder e criticou os estádios da Copa conduzidos pela iniciativa privada, como os de Curitiba e Porto Alegre. Sobre o Itaquerão, que receberá o jogo de abertura, em São Paulo, ele disse que o estádio ficará pronto “no último minuto”. A Arena Pantanal ainda não recebeu todas as cadeiras. No caso dos aeroportos, terminais como os de Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Fortaleza, Cuiabá e Curitiba deixaram as obras mais ambiciosas para depois da Copa. Mais tarde, a Presidência divulgou uma frase diferente da que foi dita por Dilma. A mensagem divulgada no Twitter do “blog do Planalto”, canal oficial da Presidência, trocou “fazemos a nossa parte” por “faremos a nossa parte” e omitiu os verbos que Dilma usou para dizer que as obras estão prontas.

APÓS DOIS DIAS DESAPARECIDO, ÍNDIO PATAXÓ É ENCONTRADO MORTO EM ILHÉUS

Após dois dias desaparecido, um índio de 57 anos foi encontrado morto na zona rural de Ilhéus, município do Sul baiano, na sexta-feira (25). Ele foi localizado por uma tropa do Exército que atuou na região durante a duração do decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Estado da Bahia, decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff durante a greve da Polícia Militar. Segundo o tenente-coronel Silva Neto, comandante das tropas de Ilhéus, o próprio irmão da vítima procurou os militares e disse que o irmão estava desaparecido. "Estávamos com uma patrulha atuando na área, que foi contactada pelo irmão dele, dizendo que a vítima estava desaparecida há cerca de dois dias. Ele forneceu o endereço do irmão, onde encontramos o corpo no início da noite de ontem [sexta", relata. O corpo de Luís dos Santos Santana foi encontrado perto da própria residência, em uma área de pasto. "Ele apresentava perfurações no tórax e no rosto que parecem ter sido provocadas por tiros, mas a causa da morte dele ainda vai ser definida pela Polícia Civil", disse o militar. A área foi isolada até a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, que realizou a perícia do local na manhã deste sábado (26). Ainda segundo o tenente-coronal Silva Neto, eles não conseguiram chegar ontem porque a região onde o crime aconteceu é de difícil acesso, piorado com a chuva que caía na localidade. Não há informações sobre o que teria motivado a morte de Luís, que havia se mudado para a região de Ilhéus com a família em 2013. A vítima era oriunda da terra indígena Caramuru-Paraguaçu, de usufruto do povo Pataxós-hã-hã-hães, no Sul da Bahia. O local, no entanto, não fica próximo de Ilhéus.  Por Louise Lobato 

A MULHER É BELA NAQUILO O QUE ELA É

A beleza nunca foi tão exigida como nos tempos atuais. O corpo humano teve várias leituras através do tempo. O corpo do homem não sofreu grandes alterações, ou melhor falando, cobranças. Ele continua com a obrigação de ter um corpo forte, uma aparência viril e segura. Coitado daquele que por genética, ou falta de interesses em exercícios físicos, é chamado de magrelo, ou barrigudo. Isso não acontece com a mulher. O corpo da mulher teve e tem uma história bem mais complexa a ser retratada. Começando lá no berço da nossa cultura ocidental, mais precisamente na Grécia antiga, podemos vislumbrar através de suas esculturas o padrão de beleza corporal esperado por este povo para a mulher. E nos anos 80, surge a febre das academias de ginásticas. A partir daí, em minha opinião, este corpo que tanto já falamos passa a ter um novo componente: a cobrança da beleza institucionalizada. É estabelecido um padrão do que é bonito em relação e este corpo, voltado para as salas de ginásticas e musculação, mascarada na promessa de saúde e longevidade. E esta mulher começa a ser cobrada a ficar cada mais vez mais forte visualmente. Antes, o que era um simples bumbum arrebitado, com o advento das redes sociais e o incremento do narcisismo exacerbado, o corpo voltado para a saúde, agora é um cartão de visitas. O tal bumbum arrebitado passa a ter, agora, a companhia de pernas de halterofilistas, abdomens rasgados (como dizem na gíria de academia), barriga negativa, pouca gordura corporal, e por aí vai, às custa sabe-se lá do quê! Agora, vejo surgir um novo corpo que, considerado fora desse padrão, está se rebelando, ou seja, as mulheres que são consideradas acima do peso, ou até mesmo obesas, clamam pela liberdade de serem do jeito que são, acima do peso e felizes como ela mesmas afirmam. Será que esta tal “felicidade” seria destruída com a invenção da pílula para emagrecer? Quem sabe? A minha busca pela mulher real chega a um beco sem saída. Acredito ser melhor parar e dar uma olhada na mulher real que está a meu lado sem excessos de treino ou peso, simplesmente uma mulher.

PARECE QUE VIVEMOS MOMENTOS DE “DEUS NOS ACUDA”!

Um traficante de drogas é eliminado por um bando rival em São Paulo. Seu irmão enfurecido incendeia mais de vinte ônibus em uma garagem, a maioria destinada a transportar deficientes físicos. O empresário vitimado, assustado e temeroso, fala sobre o crime escondido. Um dançarino que suspeitamente escalava telhados é eliminado durante um confronto em favelas no Rio, supostamente pela polícia, e Copacabana é transformada em praça de guerra: incêndios, tiroteios, ruas obstruídas. Uma jovem dá entrevista e grita que a infeliz vítima era um símbolo, um exemplo. No enterro, houve agressiva rejeição à presença da Polícia Militar Pacificadora nessa comunidade. A BR 101 é constantemente obstruída por fazendeiros e índios no sul da Bahia, impedindo o direito de ir e vir geral. São pessoas de Buerarema e São José da Vitória, que se acham nesse direito ou índios e supostos índios, que acham que as outras pessoas não possuem seus direitos. Quando a polícia chega, é rechaçada violentamente. O IBGE, ainda uma das mais respeitáveis instituições nacionais, mobiliza seus funcionários em defesa de sua indispensável independência contra a ingerência política, luta em defesa de sua integridade e tenta desesperadamente não ser cooptada como ocorreu com outros órgãos públicos no Brasil. Esse espaço é insuficiente para elencar outras situações que justificariam o desânimo que ora toma conta da maioria da população brasileira. Inquestionavelmente, um dos nossos maiores problemas é a falta de símbolos para cultuar, de exemplos vivos nos quais as pessoas possam se inspirar, principalmente vindos de cima. Daí, uma liminar como a expedida pela Justiça em decisão favorável aos supostos índios, é como um fósforo aceso e jogado sobre a gasolina nesse mar de loucura e irresponsabilidade. Infelizmente, não nos resta muita esperança que a democracia e o Estado de Direito possam, mesmo a duras penas, aqui sobreviver, e não nos tornemos uma Venezuela. 

26 de abril de 2014

DEUS NOS AJUDA, MAS NÓS NÃO NOS AJUDAMOS

Quando eu era menino, ouvia meu avô Jacinto Santana dizer que “Deus era brasileiro”. Talvez o fizesse insatisfeito com algumas atitudes pouco elogiáveis dos governantes da época. Ele expressava essa tese em tom de ironia, querendo dizer que só sendo brasileiro, Deus se apiedaria de nós, nos dando força e coragem para vencermos as adversidades tão constantes entre a população brasileira. Passados tantos anos daquele diálogo que jamais esqueci e rememorizando minhas conversas com meu avô por entre a velha ponte do bairro da Conceição, ouço, hoje, a mesma frase, saída dos lábios de inúmeras pessoas que continuam a protestar contra os acontecimentos negativos de um país que poderia ser grandioso. O povo aflige-se ao ver essa luta que desalenta os bons princípios e fortifica os maus. Hoje vivemos da esperança de que Deus, faça com que os políticos brasileiros, responsáveis pelo destino do seu povo, entendam que, com seriedade, bons propósitos e amor ao próximo, levarão dias de felicidade às populações. Cristo disse: “Faça que eu te ajudarei”. Deus, entretanto, está encontrando dificuldades de ajudar ao Brasil porque há muito tempo muitos brasileiros não estão fazendo a coisa certa. Quase todos que reclamam da corrupção, vendem seus votos,ou votam em troca de promessas de emprego, cargos e diversas outras ilicitudes. Amaioria dos políticos é corrupta, porque seus eleitores não são honestos, éticos e sérios. Como Deus vai permanecer nos ajudando,se nós não fazemos a nossa parte? Está chegando a hora de votarmos contra políticos ficha suja, mascate de emendas e cabeça de pitu... para Honra e Glória do Senhor!

CORRUPTOS COMO GERALDO SIMÕES USAM A POLÍTICA PARA SEREM MILIONÁRIOS

Alguns começaram a tomar gosto pelo palanque muito cedo como simples líderes estudantis e sindicais, ficando famosos e importantes na vida nacional, a exemplo de José Genoíno, Lindbergh Farias, Zé Dirceu, entre outros, incluindo Geraldo Simões para lembrar os tempos atuais. Há os que surgiram do nada sem nenhuma vocação para o trabalho, mas que na escola da vida souberam usar o talento da esperteza galgando degraus antes quase impossíveis. No passado pouco distante, o político também brotava para a sociedade pela força da truculência, do poder econômico, demarcando os currais à custa da ignorância dos colonos que viviam subjugados às ordens dos coronéis. A história não resultou em mudanças significativas no imaginário do povo de que político brasileiro é rico ou quem entra na política é para ficar rico. E, assim, o tempo vai passando, vencendo etapas, virando séculos sem nada mudar na ordem do dia. Uma esmagadora maioria não deixa dúvida quanto à prática ilícita de enriquecimento. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, de responsabilidade da ONU, o custo da corrupção no Brasil em 2012 representou a bagatela de R$ 200 bilhões, isso sem contar com a má utilização do dinheiro público. Valor muito superior ao investimento do Estado em saúde e educação. E agora com o escândalo da Petrobras, os estádios da Copa, parece ser impossível medir o limite do rombo nos cofres da Nação. Enquanto isso, a ignorância do povo não muda e nem eles permitem. Ostentamos o oitavo lugar em analfabetismo no mundo entre adultos, segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Figuramos entre os dez que respondem por 72% da população mundial de analfabetos. O dinheiro roubado por autoridades certamente aliviaria o Brasil do caos social. Infelizmente, a população que mais cresce sem problemas de ordem econômico-financeira é a dos políticos. Um simples vereadorzinho do interior já se elege conhecendo os caminhos das pedras douradas. Surgem novos latifundiários e pecuaristas; a cada dia, laranjas aparecem em todos os negócios e complexos de comunicação florescem rapidamente, enquanto políticos ampliam seus patrimônios com mansões á beira mar,postos de combustíveis,fazendas e seus iates deslumbrantes enriquecem a paisagem dos balneários e jatinhos cruzam majestosos os céus do País, tudo em nome do poder.

QUE A INSANIDADE DIABÓLICA JAMAIS SE REPITA ENTRE NÓS

Não há dúvidas que o nosso planeta fora palco de ações satânicas praticadas contra seres humanos entre 1939 e 1945. Religiosos descrevem com muita precisão o fogo devorador e as tormentas existentes nas profundezas de uma área onde não se sabe ao certo sua localização, porém, comenta-se inferno. Os cristãos e adeptos de inúmeros credos creem na existência desse local, que constitui antítese perfeita do céu. É questão de fé. E como fé é elemento subjetivo, logicamente aceitamos o não visto pela razão fundamentada nos princípios teológicos, filosóficos e religiosos. Durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha sob o império de Adolf Hitler, país do maior genocídio acontecido na Terra, onde foram usados métodos trucidantes sob a bandeira do Partido Nacional Socialista. Como consequência do comportamento insano e desumano praticado por Hitler, foram mortos de maneira cruel seis milhões de judeus, além de ciganos, homossexuais e religiosos através de fuzilamento, câmaras de gás, doenças contagiosas e a ausência de alimentos. Os corpos das vítimas muitas das vezes eram triturados e transformados em sabão. Apesar de tudo que aconteceu com a raça judia, a justiça divina fez mudar os rumos dos fatos. Então vejamos. Adolf Hitler, ao se sentir acuado e perdido nas suas pretensões, praticou o suicídio. Enquanto os remanescentes judeus espalhados pelo mundo inteiro retornaram às origens, criando o Estado de Israel, que presentemente, mesmo enfrentando as guerras internas entre irmãos palestinos e circunvizinhos, tem posicionado-se com destaque perante as nações mundiais, não só no seu poder de fogo, mas, principalmente na tecnologia agrícola e bélica. Este mês de abril, onde quer que esteja um judeu haverá uma lembrança fúnebre do holocausto que vitimou milhares e milhares do seu povo. Aos judeus existentes no nosso planeta, particularmente no Brasil, recebam nossas condolências por tudo o que acontecera, rogando ao Altíssimo jamais surgir outro tirano da estirpe de Hitler, que entrou na História como o maior carrasco da humanidade.

25 de abril de 2014

SOUTO, JOACI E GEDDEL ESTÃO EM BUSCA DE ALIADOS DO PT

A chapa majoritária encabeçada pelo ex-governador Paulo Souto (DEM), oescritor Joaci Góes (PSDB) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) vai dar início esse final de semana aos primeiros eventos de pré-campanha, nas cidades de Vitória da Conquista, Milagres e Feira de Santana. No entanto, antes mesmo de colocar o pé na estrada, os integrantes da chapa oposicionista na Bahia já começaram a se movimentar para avançar sobre bases comandadas majoritariamente pelo PT e seus aliados. O objetivo do grupo é atrair o apoio de correligionários petistas, sobretudo, no interior do estado. Paulo Souto, Joaci Góes e Geddel Vieira admitiram conversas avanlçadas com as chamadas bandas B e C do governo, ou seja, sobre aliados dos petistas nas cidades do interior baiano que apoiam hoje o governador Jaques Wagner, mas que já dão mostras de que poderão não marchar com o candidato petista Rui Costa. De acordo com Paulo Souto, “é ilusão os governistas ficarem dizendo por ai que vão ter o apoio de um, dois, três grupos políticos nos pequenos e médios municípios da Bahia”. “Nesses poucos dias que tivemos desde o anúncio da candidatura já recebemos diversas manifestações de apoio, além de visitas de grupos locais que vão se colocar, nitidamente, numa posição de confronto ao nome do PT. Não vamos ter as famosas bandas A, B e C marchando unicamente com o PT”, enfatizou. Paulo Souto destaca que existe uma fadiga do modelo de governo petista na Bahia.

GEDDEL ADMITE FAVORITISMO DA CHAPA DE OPOSIÇÃO

O pré-candidato ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB), destacou ontem a aceitação nas ruas, em relação à chapa da oposição e o clima de “favoritismo” na largada para a pré-campanha nas eleições estaduais. Segundo o ex-ministro, a principal estratégia a partir de agora será colocar “o pé na estrada”, com a realização de encontros nas 25 maiores cidades do estado. “O que eu tenho visto é uma aceitação extraordinária, com lideranças no interior da base governista já nos procurando e também nas ruas há um sentimento de necessidade de alternância de poder, como forma efetiva de reciclar a administração”, disse. A menção as pesquisas internas apontam resultados favoráveis, conforme o líder peemedebista, com uma “avaliação de já deu para este governo”. Contudo, apesar de frisar essa tendência, Geddel destacou que “não deve haver acomodação e que o caminho é de humildade e muita consciência de que é preciso redobrar o trabalho”. Ele citou os primeiros eventos do grupo, neste final de semana em Vitória da Conquista e Milagres com a presença do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). “Estamos com um engajamento absoluto e completo do prefeito, que vai nos ajudar muito, em função da repercussão de sua administração na capital e da perspectiva de replicarmos na Bahia o que está sendo feito em Salvador”, enfatizou. Segundo Geddel, a unidade da composição também deve ajudar na disputa, mostrando que os projetos pessoais foram deixados de lado. No enfren­tamento aos pré-candidatos, Eliana Calmon (PSB) e Otto Alencar (PSD), ele enfatizou “sem modéstia”, que tem como diferencial, o conhecimento do Congresso e a passagem no Ministério, que o tornou “um nome nacional. “Acho que posso devolver a Bahia uma voz que com coragem e determinação defenda os interesses do estado”. Geddel prometeu colocar outras prioridades, como a análise não isolada da maioridade penal, do Código Penal, além da descri­minalização da maconha e das políticas para o Semiárido. O ex-ministro atacou a suposta comparação entre o governo de Souto (DEM) e Jaques Wagner (PT). “Os números do governo do PT teriam que ser auditados. Eles colocam que construíram cinco hospitais e isso é uma das mentiras mais temerárias que eu já vi, pois embutem o Hospital de Santo Antonio de Jesus, que demorou 18 anos para ser construído, com emendas parlamentares minha e de Jutahy Magalhães. Ele foi apenas finalizado por este governo. O de Juazeiro também. Por que não colocam na propaganda que apenas concluíram? Eles construíram o do Subúrbio e o da Criança. Falam em cinco barragens e a única cons­truída nos últimos anos foi a de Coronel João Sá, quando eu era ministro. Este governo tem um con­ten­cio­so brutal. Tem uma insatisfação cavalar do funcionalismo público e não dá para comparar com a de Paulo porque afinal a origem de Wagner é de sindicato. Ele se frustrou naquilo que ele tinha de melhor que era o diálogo com grevista”.

PAÍS TEM ROMBO DE R$ 25 BILHÕES NO TRIMESTRE

O déficit em transações correntes do País somou US$ 25,186 bilhões no acumulado do primeiro trimestre, o maior da série histórica do Banco Central, iniciado em 1970. Antes, o maior rombo nas contas externas havia sido registrado no primeiro período de 2013, quando somou US$ 24,704 bilhões. Em março, o déficit foi de US$ 6,248 bilhões. O Balanço de Pagamento, que representa a poupança do País, teve saldo positivo de US$ 1,7 bilhão.  O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, avaliou que os resultados das contas externas de março ficaram próximos do esperado, sendo inferior aos déficits apurados de fevereiro deste ano e março do ano passado. "Em doze meses, esse déficit caiu. No trimestre ficou muito próximo do mesmo período do ano passado", afirmou. O resultado de março ficou dentro do intervalo previsto, segundo levantamento da Agência Estado, que apontava déficit entre US$ 5,5 bilhões e US$ 8,100 bilhões, mas abaixo da mediana de US$ 6,400 bilhões. De acordo com o BC, a conta de rendas ficou negativa em US$ 2,812 bilhões. A de serviços, negativa em US$ 3,658 bilhões. Essas saídas de recursos não puderam ser compensadas por um superávit comercial de apenas US$ 112 milhões no mês e por transferências unilaterais positivas em US$ 110 milhões. No acumulado de janeiro a março de 2014, o déficit em conta corrente soma US$ 25,186 bilhões, o equivalente a 4,71% do Produto Interno Bruto (PIB). No acumulado dos últimos 12 meses até março, o saldo está negativo em US$ 81,556 bilhões, o que representa 3,64% do PIB.

PRISCO PODE SER IMPEDIDO DE CONCORRER A DEPUTADO

O vereador e soldado Marcos Prisco (PSDB), líder do movimento grevista da PM, pode ser impedido de disputar as eleições estaduais deste ano, caso fique preso por mais de 90 dias, conforme determinou a Justiça Federal. Como o pedido pode ser prorrogado, estendendo-se por mais de três meses, Prisco pode ficar impossibilitado de concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, conforme planeja. A avaliação era feita hoje entre colegas do soldado na Câmara Municipal e entre deputados estaduais. A Aspra, entidade de policiais que Prisco preside, e colegas do vereador já se mobilizam para obter um habeas corpus a fim de garantir a libertação do líder grevista. A prisão preventiva será cumprida no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, onde estão custodiados também os condenados do mensalão. 

GOVERNO LIBERA R$ 2,925 BILHÕES PARA FUNCAFÉ EM 2014

O Conselho Monetário Nacional (CMN) informou nesta sexta-feira, 25, que o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) terá orçamento de R$ 2,925 bilhões para 2014. O montante estará dividido em recursos para estocagem (R$ 1,3 bilhão), operações de custeio (R$ 845 milhões), financiamento para aquisição de café (R$ 750 milhões), financiamento para recuperação de cafezais danificados (R$ 20 milhões) e financiamento de contratos de operações em mercados futuros (R$ 10 milhões). A resolução foi divulgada na manhã desta sexta-feira, 25, pelo Banco Central. A reunião do CMN começou na tarde de quinta-feira, 24, mas a decisão dos ministros que compõem o conselho só foi divulgada hoje.

AS DROGAS A E A BANALIZAÇÃO DE UM DRAMA GENERALIZADO

Que a dependência química é uma doença, todos sabem. E, para os que ainda têm duvida, quem faz a afirmação sobre a enfermidade é a própria Organização Mundial de Saúde (OMS). Explicações sobre diagnóstico à parte, o mais importante no momento atual é que a sociedade tenha a consciência de que a dependência química se alastra em um volume e em rapidez assustadoras em todos os Estados do país. O que antes era um problema que envergonhava apenas as famílias, e que por isso era escondida por elas, passou a ser uma questão social, e infelizmente ainda vista sem a gravidade real em que se apresenta. As cenas deprimentes de pessoas caídas nas ruas, sob o implacável jugo do álcool e de outras drogas, tornou-se banal aos olhos de uma coletividade que esqueceu de colocar o ser humano em primeiro lugar. As ações de combate às drogas e as políticas voltadas para o atendimento e recuperação aos usuários estão longe de sequer mexer no volume do problema, tal seu tamanho e alcance. A dependência química gera questões sociais tão graves quanto ela própria, nas quais estão incluídos os furtos, roubos, assaltos, sequestros, latrocínios e outros crimes. Tais mazelas são conhecidas por toda uma sociedade, que observa o fato como se ele fosse virtual. Apenas mais um filme de terror…

A INSANIDADE DA VIOLÊNCIA E A INÉRCIA DO ESTADO E DA JUSTIÇA

A onda de violência que se instalou no país é cada dia mais preocupante, sobretudo levando em consideração que o Brasil sediará nos próximos meses a Copa do Mundo e também realizará eleições gerais em outubro. Portanto, é necessário que se busquem imediatamente meios de brecar a ação dos criminosos. Se isso não acontecer, certamente serão mais frequentes casos como os que estão ocorrendo em quase todas as partes do país. Ladrões estão sendo amarrados em postes e espancados por populares. É óbvio que nenhum cidadão tem direito de fazer justiça com as próprias mãos, no entanto, esses casos servem de alerta para mostrar que a população está saturada de sofrer com a ação de bandidos. O brasileiro está cada dia mais desacreditado na Justiça e já desesperançosos de políticas públicas que resolvam este problema. Itabuna está entre os 22 municípios mais violentos do país  e o governio do Estado não age para evitar que jovens sejam assassinados quase que diariamente na cidade. Mais de 90% dos crimes decorrem da guerra entre traficantes e estão noroldos insolúveis. No país inteiroa situação da segurança pública é caótica. O momento exige uma resposta das autoridades, que precisam urgentemente iniciar a reforma do Código Penal e aumentar os investimentos na área de Segurança Pública. Do contrário, em breve o caos total estará instalado no país.